Sergipe

02/09/2016 às 11h01

Servidores da saúde decidem entrar em greve

Sintasa

Os auxiliares e técnicos de enfermagem e demais servidores da Saúde da Rede Municipal de Aracaju decidiram entrar em greve por tempo indeterminado pela terceira vez em quatro meses, a partir desta segunda-feira, 5, como forma de protesto por não terem recebido nenhuma previsão de pagamento do salário de agosto, assim como vale-transporte, recebimento do 13º salário e nem apresentação do contracheque do mês apresentando o reajuste salarial de 4,42%. A decisão da greve ocorreu na tarde desta quinta-feira, 1º, durante a Assembleia Geral Conjunta das categorias, na sede do Conselho Regional de Odontologia.

Além da greve, na segunda-feira (05), haverá uma manifestação a partir das 7 horas na frente do Centro Administrativo da Prefeitura de Aracaju para chamar atenção da gestão municipal e após o ato haverá uma assembleia conjunta para decisão das próximas ações.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), Augusto Couto, nos últimos meses a Prefeitura Municipal está sempre atrasando os salários dos servidores, mostrando um descaso deliberado. “Quando suspendemos a greve no mês passado, a gestão garantiu que iria fazer o pagamento com o reajuste dentro do mês trabalhado, ou seja, até o dia 31 de agosto, mas infelizmente, mais uma promessa não foi cumprida”, disse o líder sindical.


Fonte: Sintasa