Sergipe

29/08/2016 às 08h00

Jovem é morto a tiros na Orla da Atalaia durante evento

Redação Portal A8

Foto: Whatsapp
Na noite deste domingo (28), Maxs Rai de Andrade, de 22 anos foi morto após ser atingido por pelo menos quatro tiros na Orla da Atalaia, próximo ao início da passarela do caranguejo, em Aracaju. No momento, acontecia a 15ª edição da Parada LBGT de Sergipe. Segundo informações da polícia militar, o crime foi resultado de uma briga, o jovem era morador do bairro Santa Maria.

Segundo o coronel Paiva, relações públicas da Polícia Militar de Sergipe, três dos quatro tiros disparados contra o jovem foram no rosto, o que aparenta ser um crime de execução.  O coronel evidenciou ainda que a solicitação de policiamento para o evento foi indeferida, devido à falta de previsão de pagamento de gratificação para fazer policiamento extraordinário.

Ainda de acordo com o Coronel Paiva, todo evento de grande porte como esse, deveria acontecer em espaço fechado para que possa haver revista e evitar participantes com arma. No ofício recebido pela polícia militar, o solicitante Rogério Fernandes de Souza foi notificado pela polícia militar foi encaminhado com confirmação de recebimento no dia 15 agosto de que não haveria a possibilidade de realizar policiamento nesse evento. O Ministério Público também foi informado nesse mesmo dia de que não haveria a possibilidade de fazer policiamento extraordinário.

No ano passado, aconteceu outro assassinato. O jovem Tayrone Rodiney, 26 anos, foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte. Ele teria reagido a um assalto após tentaram levar sua corrente de prata. O crime aconteceu durante a 14ª Parada LGBT em Aracaju, o jovem foi atingido por golpes de faca