Sergipe

23/08/2016 às 17h59

Operação desarticula associação criminosa responsável por diversos roubos na capital e interior de Sergipe

SSP/SE

Na tarde desta terça-feira, 23, foram apresentados os resultados de uma operação realizada pelas delegacias de Ribeirópolis e Itabaiana, com apoio de agentes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Coordenadoria de Policia Civil do Interior (Copci) e delegacia de Carira. A ação resultou na desarticulação de uma associação criminosa responsável por efetuar diversos roubos nos municípios de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Ribeirópolis. 
De acordo com o delegado Cledson Ferreira, foi detalhada a operação que culminou no cumprimento de sete mandados de prisão e na apreensão de quatro armas de fogo, além de vasto material ( aparelhos de telefone celular, dinheiro, artigos de beleza).  
As investigações começaram no dia 2 de agosto, após a realização de assaltos a duas lojas em Ribeirópolis. “ Tivemos a ajuda do disque denúncia informando sobre o envolvimento de dois integrantes da quadrilha e que eles moravam na cidade de Nossa Senhora do Socorro. Foi realizado um trabalho de campo e os policiais conseguiram descobrir os outros integrantes. Foi pedido a prisão temporária deles e com o desencadear da operação as participações nos assaltos foram confirmadas”, explica o delegado Cledson Ferreira. 

Além dos assaltos em Ribeirópolis também foi descoberto o evolvimento da quadrilha em roubos em Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, totalizando cinco estabelecimentos lesados.

Foto: SSP/SE

Foram presos: Joel Figueiredo Menezes, 25 anos; Ednaldo Ribeiro dos Santos, conhecido com “Naldinho”, 33 anos; Carlos Alberto Santos Cruz, vulgo “Laluca”, 24 anos; Alisson Fernandes Santos, 27 anos; Cleverton Willian Carvalho Leite, 25 anos; Rafael Carvalho dos Santos, 19 anos e José Ailton de Jesus Souza, 51 anos. 


Ainda segundo o delegado, em duas investidas simultâneas praticadas pelo grupo criminoso, eles teriam levado cerca de 100 aparelhos celulares. As investigações continuam no sentido de localizar outros integrantes, além de possíveis receptadores dos produtos roubados.


Fonte: SSP/SE