Sergipe

15/08/2016 às 17h25

Fecomércio e empresários discutem melhorias na segurança com SSP

Ascom/Fecomercio

Representantes da classe empresarial de turismo, hotelaria, bares e restaurantes se reuniram com membros da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), para discutir melhorias no policiamento da região hoteleira e de maior fluxo de turistas em Aracaju, a Orla da Atalaia, em encontro promovido pela Câmara Empresarial de Turismo, da Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio), na sede da entidade.

Os empresários apresentaram queixas a respeito das ações de policiamento na região da Orla, onde eventuais transtornos têm acontecido com turistas e frequentadores dos ambientes turísticos. Também se posicionaram contra o fechamento da Delegacia Especial de Turismo (Detur) durante o turno da noite, que estava sendo especulado por alguns canais de comunicação. A empresária Daniela Mesquita, da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), manifestou seu posicionamento contrário ao fechamento da Detur.

“Precisamos de mais segurança, não apenas os empresários e a população, mas também os turistas, que tem na Detur um referencial em atendimento em caso de alguma ocorrência. Os turistas precisam de um atendimento e o local ideal para isso é a Delegacia de Turismo”, comentou.

A Secretaria de Segurança Pública designou para a reunião o representante da Coordenadoria das Delegacias da Capital (Copcal), delegado André Baronto, e major Jorge Cirilo, representando a Polícia Militar. Baronto explicou aos empresários, que a Detur não será fechada, e que apenas haverá uma mudança na equipe de policiais que lá se encontra, por outra que ficará mais focada na ação de auxílio ao turista e à comunidade da região. O coordenador da Copcal lembrou que a delegacia não funcionava à noite e que apenas há o atendimento para confecção de boletins de ocorrência, em caso de procura de possíveis vítimas. Destacou que a equipe funcionará melhor em ações operacionais fora da delegacia.

“A Detur nunca funcionou à noite. O que há é o atendimento para registro de ocorrências, feito por dois policiais que ficam na unidade, o que é um efetivo baixo para atender as ocorrências de fato. Poucas ocorrências são registradas à noite pela Detur, pois a delegacia responsável é a Plantonista Sul. A equipe terá uma ação mais operacional fora da Detur, mas o funcionamento diário continuará normal”, afirmou André Baronto.

A coordenadora da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio, Cacilda Aragão, lembrou da importância que a Detur tem para o atendimento a todo o público e empresários que convivem na região da Orla da Atalaia, lembrando que é uma delegacia que deu certo.

“A Detur promove um excelente atendimento ao cidadão e para todos os turistas que procuram os seus serviços. É uma unidade policial que está dando certo para o turismo e para o turista. Os profissionais que lá trabalham tem profissionalismo e agilidade para o atendimento às ocorrências da região da Atalaia. O que queremos é uma

segurança cada vez mais forte e atuante na região, para garantir a fama de tranquilidade que nossa capital tem”, disse.

Houve a cobrança por parte dos empresários, de uma presença mais maciça da Polícia Militar na região da Atalaia, com ações de policiamento ostensivo e repressivo contra a atuação de criminosos. O representante da PM, major Jorge Cirilo, informou que o Batalhão de Policiamento do Turismo (Bptur) está formado com os deslocamento de policiais do 1º e 8º batalhões e vai atender as ocorrências da região e dos principais pontos turísticos de Aracaju.

“O Bptur já foi criado e está sendo estruturado. Temos 220 homens para atender as regiões turísticas de Aracaju, para poder promover mais ações de segurança para os turistas e cidadãos. O Bptur tem um reflexo rápido para o atendimento de ocorrências e tem suas guarnições distribuídas em pontos estratégicos para poder atender com agilidade, quaisquer situações de ocorrência de delitos na área. O batalhão foi criado para dar suporte aos empreendimentos turísticos de Aracaju, para poder garantir a proteção dos turistas que frequentam nossa cidade”, disse o comandante do batalhão.

Para Cacilda Aragão, a reunião foi proveitosa, com a certeza do não fechamento da Delegacia de Turismo e com a notícia da formação do Bptur. A coordenadora da Câmara Empresarial lembrou que a reunião foi esclarecedora e que a união empresarial é fundamental para o bom funcionamento dos empreendimentos turísticos de Sergipe.

“Tivemos uma reunião proveitosa, com informações importantes e esclarecedoras sobre a questão do fechamento da delegacia, o que não vai acontecer. Além do fortalecimento da segurança ostensiva da Polícia Militar na principal região turística de Sergipe. As empresas, buscando em conjunto, as ações para a melhoria da segurança, só tem a promover o crescimento mútuo, com o reforço na segurança pública para nossos turistas”, comentou.

O delegado André Baronto se colocou à disposição dos representantes empresariais de turismo, destacando que o alinhamento das ações de segurança pública junto a Detur e ao Bptur são fundamentais para a melhoria na segurança da região da Orla da Atalaia. “A Copcal está à inteira disposição dos empresários, para que apresentem suas demandas e ajudem a melhorar a eficiência no atendimento da Detur, que trabalha os processos investigativos de crimes na região da Orla. Teremos dois delegados na unidade, para poder promover ações mais eficazes no combate ao crime na área”, finalizou.

 


Fonte: Ascom/Fecomercio