Sergipe

23/06/2016 às 15h20

Sarandagem de Japaratuba tem mais de cem anos de tradição

Asssessoria

Assessoria
Quem é de Japaratuba e região já sabe: os festejos juninos só começam, de fato, depois da realização da tradicional Sarandagem. A cidade, localizada a 54km de Aracaju, é um dos berços culturais de Sergipe, e essa manifestação artística é uma das mais populares do município. O evento aconteceu na noite desta quarta-feira (22).
Assessoria

A festa, com mais de cem anos de tradição, consiste num cortejo musical, sempre a meia-noite, embalado por instrumentos rústicos e composto por integrantes de grupos folclóricos e de idosos. Durante o percurso, a população sai pelas ruas da cidade pedindo bebidas que serão consumidas no trajeto. Assim que recebem as doações, os sarandeiros [pessoas que participam da festa] colocam galhos de árvore em frente às casas, representando o mastro da Sarandagem. Essa simbologia indica que aquela residência incentiva a manutenção da cultura local.

Antes de ganharem as ruas, os foliões se concentraram no Espaço Cultural “Srº Lalú”, onde aconteceu um aquecimento com trio pé de serra e apresentação de quadrilhas juninas. 

Já no trajeto, a professora Rosimeire Marinho foi a primeira a receber os sarandeiros  e relembra, com saudade, de como se encantou pelo festejo. “Eu ainda era muito pequena e ficava ansiosa quando ouvia os primeiros batuques. Corria logo para porta de casa e ficava chamando minha mãe para trazer a bebida do pessoal. Essa festa é linda e carrega uma história impressionante”, afirma.

E, por falar em história, a dona de casa Judite Vieira carrega no sangue esta tradição. Filha de Tereza Vieira, mulher mais velha da região que acaba de completar 111 anos, ela diz que aprendeu desde cedo a importância da festividade. “Mamãe conta que começou a brincar ainda pequena e sempre nos levava para cada edição. Além disso, ela foi uma das primeiras ‘cabacinheiras’ [fabricadora de cabacinhas, utilizadas em outras festas típicas] do município. Essa cultura toda vem de berço e eu faço questão de continuar celebrando com todo mundo”.

Assessoria
Outra mulher que não perde a festa de jeito nenhum é Lara Moura [ex-prefeita do município]. Para ela, a Sarandagem é um dos costumes locais mais marcantes. “Moro em Japaratuba há 12 anos e me considero filha da cidade. Cada manifestação cultural daqui tem uma bagagem histórica impressionante. Tudo é feito numa simplicidade e beleza admiráveis e isso é mais uma prova de que a nossa cultura nunca deverá ser esquecida”, pontua. 

Fomentador das tradições culturais de Japaratuba, o professor e ex-vereador, Pedro da Cultura, ressaltou a relevância de festividades como esta no âmbito histórico educativo. “A Sarandagem é um marco importantíssimo para toda região do vale do Japaratuba. Já são mais de cem anos de história e tradição e isto torna a nossa região um importante celeiro cultural para Sergipe”, explicou.

Mas, mesmo estando no calendário oficial do município, dona Judite confessa que a festa já atraiu mais pessoas. “As ruas da cidade ficavam cheias de gente e era a coisa mais linda do mundo. Só que, de uns anos para cá, começamos a perder o incentivo público e, com isso, começamos perceber que o público tem diminuído”, finaliza.


Fonte: Asssessoria