Sergipe

16/06/2016 às 08h26

Forró do bom que vem de berço é destaque no projeto Releituras

Redação Portal A8

Foto: Reprodução
É com uma saudação a uma cidade ribeirinha de Sergipe que o sanfoneiro  Robertinho dos oito Baixos chega ao Projeto Releituras de Clássicos do Cancioneiro Popular. O filho de uma das homenageadas da terceira edição do projeto entoa, no Jornal do Estado 1a edição, “Saudades de Propriá”.

“Eu tenho orgulho dessa terra que está sempre relembrando minha mãe. Isso é tão significante, principalmente para mim que sou filho. Serei eternamente grato por esse reconhecimento, essa lembrança da TV Atalaia”, disse Robertinho emocionado.

Na composição de Gerson Filho, Robertinho e trio pé de serra fazem um convite a uma viagem ao autêntico forró, às tradições do nordeste e relembra com carinho os primeiros shows da rainha do forró em terras sergipanas. 

“Essa é uma música que minha mãe cantava acompanhada por meu pai nos shows em circos que levantavam lona na cidade à beira do Rio São Francisco. Essa música foi a porta para aceitação deles em Sergipe”, falou.

Batizado como Roberto Ferreira da Silva, Robertinho dos 8 Baixos, carrega a herança de sua mãe Clemilda, a Rainha do Forró e do pai, Gerson Filho, compositor e o primeiro solista de oito baixos no estilo nordestino, a gravar profissionalmente em disco. “Eu nasci e vivo para cantar o forró e tocar oito baixos. Quando era criança ficava vendo meu pai na sanfona e quando ele largava, eu assumia o instrumento”, confidenciou. 

Referência de uma geração de sanfoneiros, ele divide o tempo entre o serviço público e à vida nos palcos. O único integrante da Orquestra Sanfônica de Aracaju, a tocar a sanfona de oito baixos, também faz o forró chegar para turistas que visitam a capital Aracaju (SE), sob quatro rodas. Na marinete do forró, o passeio turístico tem muito mais ritmo com o seu fole.

Em apresentações marcadas pela irreverência e interação com o público, Robertinho dos oito baixos promete fazer a festa na tela da TV Atalaia nesta sexta-feira (17), ao meio dia, no Jornal do Estado 1a edição.