Sergipe

23/05/2016 às 16h11

Aracaju receberá em dezembro o II Beach Games Internacional

PMA/SE

Está confirmada para dezembro a volta a Aracaju do maior evento universitário de praia do mundo, a II edição do Beach Games Internacional. O anuncio aconteceu durante a abertura dos Jogos Universitários Sulamericanos (JUS), realizado nas cidades de Miramar e Mar Del Plata, na Argentina. O evento contará com o apoio da Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Juventude e Esporte (Sejesp). O secretário Carlos Eloy acompanhou tudo de perto.

Com data marcada entre os dias 4 e 11 de dezembro, tendo como palco as areias da Praia de Atalaia, na Passarela do Caranguejo, a competição terá as mesmas modalidades da edição 2015, nas categorias masculina e feminina, com vôlei de praia, beach hand e futebol de praia. A novidade deste ano será o acréscimo de duas modalidades, o rugby de praia e duatlon (corrida e natação). A previsão é que mais de 25 países marquem presença em Aracaju movimentando a nossa economia.

Além disso, a etapa nacional do Beach Games, classificatória para a competição internacional, também acontecerá em Aracaju contando com a presença de todos 27 Estados da Federação e mais de 700 atletas envolvidos. Em paralelo a todo o clima de competição, será realizado o Fórum do Esporte Universitário, no qual serão abordadas palestras e a Festa dos Melhores do Ano, onde os atletas destaques de 2016 serão premiados.

Deixando transparecer sua satisfação por Aracaju voltar a receber este grande evento nacional e internacional, o secretário Carlos Eloy foi bastante enfático. "Beach Games Internacional teve sua primeira edição em Aracaju e devido ao sucesso, a CBDU resolveu trazer a competição em 2016 na quais teremos mais de dez dias de jogos de alto nível na Orla de Atalaia. Isto mostra que Aracaju é de fato a Capital dos grandes evento brasileiros", comentou.

Todas as competições são organizadas pela Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU), tendo a o suporte da Federação Atlética Estudantil de Sergipe (FAES).


Fonte: PMA/SE