Sergipe

10/05/2016 às 13h27

Influenza: Sergipe já imunizou 45,11% do público alvo

Ascom/SES

Sergipe entra na segunda semana da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, com 45,11% do público alvo imunizado, ou seja, 184.426 doses aplicadas em crianças (6 meses a menores de 5 anos), idosos, puérperas (no período de 45 dias após o parto), índios e profissionais de saúde. Também foram vacinadas 28.668 pessoas com comorbidades (doenças crônicas respiratórias, renais, cardíacas, hepáticas, diabetes, transplantados), totalizando 213.094 doses aplicadas.

Para o ano de 2016, a meta do Ministério da Saúde (MS) é vacinar 80% dos grupos prioritários, o que representa 364 mil sergipanos.

Segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), até o momento foram vacinadas 72.893 crianças (47,72%), 16.719 trabalhadores de saúde (46,24%), 9.576 gestantes (37,15%), 1.993 puérperas (47,05%), 176 índios (51,76%) e 84.204 idosos (44,41%).

Até a manhã desta terça-feira (10) dois municípios já ultrapassaram a meta: Telha (86,47%) e Malhada dos Bois (82,66%).

Outros municípios apresentam bons índices: Pirambu (78,48%), Indiaroba (73,03%), Ilha das Flores (71,99%), General Maynard (70,68%), Pedrinhas (70,16%), Santa Rosa de Lima (70,10%), Rosário do Catete (69,62%), Nossa Senhora de Lourdes (68,55%), Siriri (68,22%), São Domingos (66,81%), Itabi (66,03%), Pacatuba (65,29%), Simão Dias (61,03%), Neópolis (60,43%), Moita Bonita (61,09%), Cedro de São João (59,88%) e Japaratuba (59,49%).

Segundo o SPNI, a capital Aracaju, até o momento, imunizou 41.648 pessoas, com cobertura de 36,76%.

“Até o dia 20 de maio, data em que a Campanha se encerra, almejamos que os resultados avancem e que os municípios intensifiquem as ações. No ano passado, alcançamos a cobertura vacinal de 83,27%. Em 2014, atingimos 83,36%. A vacina está disponível nas 350 unidades básicas de saúde distribuídas nos 75 municípios”, afirma Sândala Teles, gerente do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza deste ano é destinada, também, aos jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas sócio educativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais (conforme listagem definida pelo Ministério da Saúde).

“A vacinação dos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e com outras condições clínicas especiais deve ser realizada em todos os postos de vacinação. É fundamental levar a prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina”, complementa Sândala Teles.

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, cuja transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias de uma pessoa a outra ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos. Ainda de acordo com a coordenadora, a principal intervenção preventiva é a vacinação.

“A vacina apresenta um importante impacto na redução das internações hospitalares e protege as pessoas contra as complicações trazidas pela doença. Os municípios precisam fazer busca ativa e disponibilizar a vacina em povoados e locais de difícil acesso. Os técnicos da Secretaria de Estado da Saúde estão à disposição dos municípios para quaisquer dificuldades. As famílias que possuem algum membro (que esteja no público alvo) com dificuldade de locomoção, devem solicitar às Equipes de Saúde da Família do posto de saúde mais próximo para que apliquem a dose na residência”, orienta Sândala Teles.

 


Fonte: Ascom/SES