Sergipe

10/05/2016 às 09h41

Dupla de estelionatários é presa por golpes avaliados em R$ 800 mil em Sergipe

SSP/SE

Foto: SSP/SE
A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Nossa Senhora da Glória, apresentou nesta terça-feira, 10, detalhes sobre a investigação e operação que culminaram na prisão de dois homens acusados da prática de estelionato em Sergipe. Alex Fabiano Francisco da Silva, 41 anos, e José Amilton Prata Júnior, 30 anos, são apontados como responsáveis por golpes praticados em diversos municípios, que resultaram em um prejuízo de cerca de R$ 800 mil.

A dupla foi presa por agentes da Derpol de Glória, na tarde e noite desta segunda-feira, nos municípios de Campo do Brito e Aracaju. O delegado Jorge Eduardo falou sobre a prisão dos envolvidos. “A investigação começou no mês de dezembro de 2015, após um golpe realizado pela dupla na cidade de Monte Alegre de Sergipe, onde eles subtraíram o valor de R$ 120 mil em gado, com utilização de cheques roubados e dando ainda em pagamento um veículo roubado. Observamos que os dois já tinham várias passagens pela Polícia por estelionatos cometidos em Sergipe, Alagoas, Bahia e Piauí”, comentou.

O acusado Alex Fabiano está condenado a 22 anos de prisão e está no regime aberto, também por crime de estelionato. O comparsa José Amilton também tem um ficha criminal extensa, com registros em Lagarto, Nossa Senhora da Glória e Simão Dias, inclusive com falsificação de assinaturas em cheques.

“Temos registros da atuação da dupla em cinco municípios, mas acreditamos que existam outros. Com a divulgação deles, acreditamos que outras vítimas podem ir até a Delegacia Regional de Glória ou a um delegacia mais próxima para registrar o fato. Nos golpes já registrados, o valor chega a aproximadamente R$ 800 mil”, reforçou o delegado Jorge Eduardo.

Os produtos obtidos com os golpes, a exemplo de gado, veículos e lubrificantes, eram vendidos pela dupla com o objetivo de obter lucro. Alex Fabiano foi preso na avenida Francisco Porto, em Aracaju; enquanto a prisão de José Amilton ocorreu no município de Campo do Brito. Ambos se passavam por veterinários e advogados para enganar as vítimas e facilitar os delitos.

“Quatro pessoas já procuraram a Delegacia Regional de Nossa Senhora da Glória mas acreditamos que outras vítimas possam surgir nos próximos dias”, concluiu o delegado Jorge Eduardo, que está à frente das investigações.

 


Fonte: SSP/SE