Sergipe

04/05/2016 às 09h09

Condutores de ambulância do SAMU podem entrar em greve na próxima semana

Redação Portal A8

Condutores de ambulâncias do SAMU podem entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (09). De acordo com o presidente do Sindicato dos Condutores do SAMU, Adilson Capote, o indicativo de greve é consequência da não homologação da lei que regulariza a carga horária da categoria.

Ainda segunda Adilson, desde 2014, após uma greve dos condutores foi feito o acordo da redução da carga horária de 36 para 24horas. Como o acordo não foi homologado no Ministério do Trabalho, no ano passado o Tribunal de Contas do Estado (TCE), levantou a tese do retorno ao antigo regime de trabalho.

“Essa situação gerou desconforto para a categoria e nós realizamos reuniões com o Ministério Público, com o Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Contas e a PGE. Nessa reunião foi feito um acordo com a PGE, que teria até o dia 1 de janeiro de 2016 para homologar essa lei e isso não foi feito”, destacou Adilson.

Por causa do atraso no prazo, o presidente do Sindicato afirmou que muitos trabalhadores estão sendo prejudicados para assumir novas funções. “Muitos passaram no concurso do HU, mas tiveram problemas na hora de assumir, pois na hora de entregar a declaração da carga horária, o SAMU entrega o relatório com 36h, já que a situação não é regularizada”, reclamou.

A categoria promete que se até sexta-feira (06) o Govenro não regulamentar o que está devendo, na próxima semana metade da frota estará paralisando. “Vamos parar metade da frota o que dessa vez será pior, pois voltou a aumentar a quantidade de viaturas quebradas, chegando até 20 ambulâncias paradas por falta de conserto. Alguns municípios estão há quase um ano desassistido por causa de ambulâncias quebradas. Então cabe ao Governo resolver, pois isso, se deve à falta de pagamento das oficinas para que voltemos a ter o mínimo possível de ambulâncias quebradas”, relatou Adilson.