Sergipe

03/05/2016 às 16h56

Servidor público é preso acusado de fraudes na SPU em Sergipe

PF/SE

Na manhã desta terça-feira, 3, a Polícia Federal juntamente com a Controladoria Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) realizaram operação conjunta com o fim de combater crimes de corrupção praticados por um servidor público da Superintendência de Patrimônio da União (SPU) e particulares.

A investigação teve início em maio de 2015, resultando na operação “LAUDÊMIO”, com o fim de apurar a ocorrência de irregularidades na avaliação patrimonial de imóveis e outros procedimentos, na Região Metropolitana de Aracaju/SE.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva em desfavor de um servidor da SPU. As buscas foram realizadas na residência do investigado e na sede do órgão nesta capital.

As apurações conduzidas até o momento apontam que o servidor preso teria recebido valores indevidos para favorecer processos administrativos de avaliação patrimonial de imóveis, emissão de certidões, além da cobrança de valores para agilizar procedimentos no órgão público.

Entre os crimes investigados estão corrupção e advocacia administrativa. As investigações serão aprofundadas para identificar os possíveis empreendimentos imobiliários beneficiados com as fraudes.

A Justiça Federal decretou o sigilo dos nomes e de todos os dados relativos aos investigados em face da proteção constitucional da intimidade, vida privada, honra e imagem das pessoas (art. 5º, X da Constituição Federal), e por conta do princípio constitucional da presunção da não culpabilidade (art. 5º, LVII da CF).


Fonte: PF/SE