Sergipe

20/04/2016 às 16h51

Hospital São José ameaça paralisar atividades na terça-feira, 26

MP/SE

O Ministério Público de Sergipe preocupado com a possível paralisação do Hospital São José, anunciada para o próximo dia 26, terça-feira, realizou uma audiência com representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju – SMS. Segundo o MP, o Hospital informou que parará todos os serviços, inclusive a emergência psiquiátrica, porque não tem condições de manter o funcionamento por causa da falta de repasses.

Uma das clínicas que prestam serviço para o Hospital, a Otocenter, relatou que a equipe médica não recebe honorários desde agosto de 2015 e tem trabalhado em respeito aos pacientes atendidos pelo Hospital, mas já ameaçou parar. Mesmo tendo feito empréstimos no Banese e no Banco do Brasil, a situação é grave e a dívida está inviabilizando o serviço.

A alegação do Hospital é que não dispõe de recursos financeiros para pagar a dívida, pois o dinheiro que entra é para pagamento dos funcionários e que a SMS só repassa cerca de R$ 600 mil por mês, sendo que a folha é de R$ 800 mil reais. O representante do São José disse, ainda, que o município deve ao Hospital R$ 3 milhões de reais, em razão do cofinanciamento, e o IPES, cerca de R$ 7 milhões, pois ficou um ano e três meses sem efetuar nenhum pagamento regular.

A SMS informou que está pagando as parcelas devidas, tendo, inclusive pago cerca de R$ 480.000,00 ao Hospital, incluindo os serviços da Otocenter, referente ao mês de março de 2016. Disse, ainda, que os valores recebidos pelo Ministério da Saúde são repassados sem nenhum atraso, mas se comprometeu a apresentar o valor real da dívida com o Hospital São José para negociar um parcelamento.

Ao final da reunião, o MP agendou uma nova audiência para o dia 26 de abril para que a SMS e o IPES apresentem tais contas com o Hospital, com as devidas propostas de pagamento. A Secretaria de Estado da Saúde - SES também foi convidada para participar da assentada.


Fonte: MP/SE