Sergipe

10/04/2016 às 16h02

Médicos da Regulação do Samu prestam Boletim de Ocorrência na Plantonista

Redação Portal A8

Na manhã deste domingo (10) médicos que trabalham na Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) registraram um Boletim de Ocorrência na Delegacia Plantonista, localizada no centro da capital sergipana, para reclamar de problemas com relação as condições de trabalho da categoria.

De acordo com informações prestadas no B.O, a Central de Regulação, localizada no bairro São José, está com um número de médicos inferior ao mínimo preconizado pelo Ministério da Saúde, o que pode atrapalhar no caso do atendimento para a população.

O Sindicato dos Servidores do Samu Sergipe chamou a atenção porque  a Central de Regulação deve operar com um número mínimo de cinco médicos, mas neste plantão só quatro foram escalados. 

O Sindicato ainda alerta para outro problema,  de acordo com ele, seis viaturas avançadas estão sem funcionar nos municípios de Canindé de São Francisco, Nossa Senhora da Glória, Porto da Folha, Própria, Rosário do Catete e Tobias Barreto.

Nota

Através de nota enviada a imprensa, a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde negou problemas na escala dos plantões dos médicos e explicou a situação ocorrida neste domingo. Confira a nota na íntegra: "A superintendência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe) informa que estão sendo divulgadas informações falsas sobre o fechamento do plantão na tarde deste domingo, dia 10.

O Samu esclarece que não há procedência, considerando há uma gestão comprometida e que jamais permitiria tal desassistência mencionada.

A escala do plantão diurno deste domingo estava completa até a noite do sábado, 9, quando a Coordenação Médica foi informada que um profissional estaria de Atestado Médico.

Foi disponibilizado um profissional extra para cobrir o desfalque. Porém, não houve disponibilidade de tempo dos profissionais contactados por se tratar de uma solicitação repentina.

Durante a manhã, percebeu-se que mais um profissional não compareceu, porém nada foi comunicado à gestão do serviço.

Assim, de uma escala com 6 médicos reguladores, ficaram em 4 de plantão.

A Central de Regulação do Samu 192 Sergipe trabalha com um padrão de escala médica diferente do padrão proposto pelo Ministério da Saúde em Portaria que preconiza 5 médicos reguladores no plantão diurno e 4 no plantão noturno.

O Samu distribui 6 vagas para médicos reguladores diariamente nas 24h de funcionamento do nosso serviço. A manutenção desse diferencial é justamente pensando na qualidade de trabalho dos profissionais que ali executam suas atividades laborativas.

A superintendência do Samu 192 Sergipe destaca ainda que a Coordenação Médica conseguiu mais um profissional para trabalhar a tarde do domingo, totalizando 5 plantonistas.

A medida foi utilizada como forma de honrar o compromisso de garantir a eficácia no tempo resposta e assistência Pré-hospitalar qualificada à população e possibilitar boas condições de trabalho aos plantonistas da Central de Regulação.

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação
SES /FHS/SAMU