Sergipe

01/04/2016 às 13h38

Buscas e apreensões são realizadas em empresas suspeitas de adquirir material furtado da Petrobras

SSP/SE

ssp/se
Uma operação policial desencadeada na manhã dessa quinta-feira (31), pelos agentes da Delegacia de Carmópolis, com o apoio de equipes da Coordenadoria da Polícia Civil do Interior (Copci), resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão em empresas localizadas na Grande Aracaju que são suspeitas de adquirirem material furtado da Petrobras em Carmópolis. 

Em entrevista coletiva concedida na manhã de hoje, o coordenador da Copci, Fábio Pereira, apresentou detalhes da investigação conduzida há 1 mês pela pelo delegado Ataíde Alves Menezes Júnior, que atua na Regional de Carmópolis. “Tínhamos a informação de que esses estabelecimentos seriam suspeitos de receberem equipamentos que foram furtados da Petrobras. De posse dessas informações, as equipes da Delegacia de Carmópolis entraram em campo na tentativa de averiguar a denúncia, que resultou na apreensão de diversos materiais no dia de ontem”, explicou o delegado.

Durante a operação, foram apreendidos mais de 500 kg de cobre, motores com numeração de patrimônio da empresa e tubos de milímetros e extensões variadas. Além disso, durante as buscas, duas armas de fogo - sendo um revólver calibre 38 (municiado) e uma escopeta calibre 12 – foram encontradas e apreendidas. Ainda segundo o delegado, laudos técnicos estão sendo realizados para comprovarem de forma oficial e incontestável que o material apreendido pertence à Petrobras de Carmópolis. “Se houve algum tipo de fraude ou não, tudo vai ser apurado nesses 20 dias que faltam para terminar o inquérito, para que seja encaminhado à justiça”, concluiu Fábio Pereira.

As quatro pessoas que foram conduzidas ontem à delegacia serão indiciadas pelo crime de receptação.


Fonte: SSP/SE