Sergipe

24/03/2016 às 08h29

Feira extra para venda de peixes e frutos do mar funciona na área externa do Mercado

PMA

Tradicionalmente, durante os dias da Semana Santa, a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), abre a feirinha extra que funciona na parte externa do Mercado Albano Franco (Centro) exclusivamente para venda de peixes e frutos do mar (e produtos usados nessas receitas). A ideia é que os clientes tenham mais opção na hora de realizarem suas compras. A estimativa dos feirantes para este ano é que até a próxima sexta-feira, 25, eles consigam vender cerca de 150% a mais do que vendem durante os dias normais de comércio.

Muitos feirantes de dentro do Mercado Albano Franco aproveitam o ponto extra para expandir seu comércio. "Temos cerca de 80 pessoas vendendo seus produtos nesta feirinha externa. Nossa intenção é facilitar o acesso aos produtos, expandindo as opções para os aracajuanos que não dispensam o peixe da Semana Santa", disse o diretor de Espaços Públicos da Emsurb, Luiz Carlos dos Santos (Branca de Neve), que explicou ainda a atuação da Guarda Municipal dentro do Mercado Albano Franco como forma de proteção. "Como o fluxo de pessoas aumenta consideravelmente dentro do Mercado, nós proporcionaremos maior segurança nestes próximos dias com a ajuda da Guarda Municipal evitando ou controlando quaisquer focos de problemas", completou.

Para Tainá Gonçalves, que pela primeira vez trabalha na feirinha extra, a expectativa é que as vendas sejam grandes. "Estamos começando hoje e observando o aumento da clientela. Os produtos têm os mesmos preços dos vendidos na parte interna do Mercado, porém, aqui o cliente tem mais liberdade para caminhar e fazer suas compras", disse.

A facilidade foi o maior atrativo para Amilton Evangelista preferir comprar na parte externa. "Foi mais fácil, praticamente no estacionamento já vemos as opções dos peixes. Essa comodidade acabou me atraindo para a parte de fora do Mercado, pois em poucos minutos já tinha feito minhas compras, sem gastar muito tempo", frisou.

Expectativas

Neste período da Semana Santa, os feirantes aproveitam para aquecer suas vendas, procurando expor o máximo de produtos possíveis. Os preços variam de acordo com o tipo de peixe escolhido, mas a expectativa é que o número de vendas do ano passado seja superado. "Esperamos que nos próximos três dias possamos vender o equivalente a uma semana inteira de vendas, nos dias normais. Então é a hora para aumentarmos as opções dos produtos, deixando os clientes com mais escolhas", disse o comerciante Erik Firmino.

 


Fonte: PMA