Sergipe

29/02/2016 às 17h38

SMTT registra queda de 9,96% no número de acidentes envolvendo motociclistas

SMTT/SE

O Núcleo de Estatística da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) registrou uma queda de 9,96% no número de acidentes envolvendo ciclomotor, motoneta e motocicletas em Aracaju. Em 2014, foram registrados 1.907 acidentes, e em 2015, 1.717.

Dentre os acidentes envolvendo motocicletas em 2014, 851 não tiveram vítimas, 1.021 tiveram vítimas não fatais e 35 com óbitos. Já em 2015, foram registrados 647 acidentes sem vítimas, 1.039 com vítimas não fatais e 31 com óbitos. Os dados são coletados pelo Sistema de Informação de Acidentes de Trânsito (Siatran), cuja fonte são órgãos como Instituto de Medicina Legal (IML), Justiça Volante, SAMU, CPTran, e a própria SMTT.

Em consonância com esses dados, a Seguradora Líder, administradora do seguro DPVAT (Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) indica que, no ano de 2015, Sergipe registrou uma redução de 26,48% das indenizações pagas por morte, 5,93% por invalidez permanente e 15,57% por despesas médicas. O estado obteve a maior queda do nordeste no número de indenizações por morte no trânsito.

Todos os dados seguem a meta estabelecida na Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito (2011-2020), da Organização Mundial de Saúde (OMS), que prevê uma redução significativa no número de acidentes. Osresultados obtidos em Aracaju são consequências da instalação dos equipamentos de fiscalização eletrônica, das ações educativas realizadas pela Equipe de Educação para o Trânsito e das diversas intervenções viárias que melhoram o fluxo de veículos na cidade.

Segundo o superintendente Nelson Felipe: “Nós da SMTT realizamos um trabalho contínuo de sinalização, temos vários projetos de readequação de circulação para diminuir os pontos de congestionamento, e já autorizamos a segunda ordem de serviço para a instalação de mais 12 equipamentos de fiscalização eletrônica, dentre eles o redutor de velocidade e os radares fixos e mistos. Tudo isso contribui para a redução de acidentes. Também realizamos campanhas de conscientização com os condutores pelas redes sociais e pela imprensa”, disse Nelson.


Fonte: SMTT/SE