Sergipe

25/02/2016 às 17h59

Governo Federal retoma elaboração do projeto do Canal de Xingó

ASN-SE

Nesta sexta-feira, dia 26, o governador Jackson Barreto e o ministro da Integração, Gilberto Occhi, assinam autorização para reinício do anteprojeto da 1ª fase do Canal de Xingó. Na ocasião, também será assinado o termo de entrega definitiva do sistema de abastecimento de água em povoados do município de Porto da Folha.

O reinício dos serviços de elaboração do anteprojeto do Canal de Xingó decorre de autorização da Presidenta Dilma Rousseff. A primeira fase contempla os primeiros 130 quilômetros do Canal de Xingó. A elaboração do projeto está prevista para ser concluída em outubro de 2016. O valor do contrato do anteprojeto é de R$ 6,8 milhões.

O anteprojeto irá nortear a construção dos primeiros 130 quilômetros do canal, que abrangem desde a captação de água no reservatório de Paulo Afonso (BA), seguindo por Santa Brígida (BA), Canindé de São Francisco (SE) e chegando até o reservatório R-5, em Poço Redondo, nas proximidades do perímetro irrigado Jacaré-Curituba. Nas fases seguintes, o canal se estenderá por Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora da Glória.

Com a conclusão dos serviços, a Codevasf dará início aos procedimentos necessários para a elaboração da licitação da obra, cujo prazo de conclusão é de 03 a 04 anos e o montante de investimento para a implantação é estimado em R$ 1,4 bilhão.
Os benefícios do Canal de Xingó se direcionam ao desenvolvimento da agricultura irrigada, fortalecimento do sistema de pecuária leiteira, agroindústria, apicultura e piscicultura. O investimento ainda alavancará o potencial turístico em toda a área que cobre a região dos cânions de Xingó. Com o projeto, o Governo de Sergipe pretende também maximizar a oferta de recursos hídricos no Alto Sertão sergipano.

Porto da Folha

Gilberto Occhi e Jackson Barreto assinam também termo de entrega definitiva de sistemas de abastecimento de água em comunidades rurais Porto da Folha. Os sistemas foram implantados pela Codevasf e contemplam as comunidades rurais de Serra do Moreira, Fazenda Júlia e Vitória do São Francisco. O investimento de R$ 1,1 milhão beneficia cem residências, atendendo a uma população estimada de mais de 500 moradores com o fornecimento regular de água tratada.


Fonte: ASN-SE