Sergipe

24/02/2016 às 17h30

Três pessoas são detidas depois de confusão no Hospital Nestor Piva

Redação Portal A8

Uma confusão por conta de atendimento médico no Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva em Aracaju terminou com três pessoas detidas na tarde desta quarta-feira (24). O fato começou depois que uma mulher se alterou ao reclamar de uma possível demora no atendimento.

De acordo com informações, a mulher quebrou televisores e tentou agredir a atendente do hospital. A assessoria de comunicação da Guarda Municipal de Aracaju (GMA) informou que os guardas foram chamados para controlar a situação, mas, a mulher teria ficado mais nervosa e chegou a morder um dos guardas.

Mas, segundo a assessoria, os guardas precisaram usar a força para conter a mulher. Além dela, outras duas pessoas foram detidas e encaminhadas para a 2ª Delegacia Metropolitana em Aracaju, onde foram ouvidas e liberadas.Depois de ter sido levada para a delegacia, a mulher alegou está sentindo dores e foi levada novamente para o Nestor Piva, onde recebeu atendimento médico.

Em nota, a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju detalhou o ocorrido dentro da unidade de saúde. Confira na íntegra:

"A Secretaria Municipal de Saúde informa que na tarde desta quarta-feira, 24, o Hospital Municipal Nestor Piva (Zona Norte), teve alguns de seus equipamentos destruídos, como computadores, mesas e cadeiras. O fato aconteceu quando uma paciente, que estava aguardando atendimento, se alterou na sala de acolhimento enquanto recebia atendimento de enfermagem e começou a destruir os equipamentos. A Guarda Municipal tentou conter a paciente e mais dois homens se revoltaram e ajudaram na destruição. Os guardas do hospital solicitaram reforço e todos foram para a delegacia para prestar depoimento sobre o ocorrido. A paciente foi a delegacia e passou mal, a pedido do delegado, ela retornou ao hospital e foi atendida. Após o atendimento, ela voltou à delegacia para finalizar o seu depoimento. A equipe da SMS também foi a delegacia para prestar um Boletim de Ocorrência, pois o fato precisa ser registrado, já que ocorreu uma perda de bens materiais que servem para o atendimento dos pacientes do hospital."