Sergipe

16/02/2016 às 11h44

Câmara de vereadores de Aracaju retorna atividades com manifestações

Redação Portal A8

A primeira sessão do ano da Câmara de vereadores de Aracaju aconteceu na manhã desta terça-feira (19) e foi marcada por muita movimentação e manifestações. Em frente à Câmara estavam os taxistas irregulares, que almejam a legalização e ainda representantes do Veto Popular.

O vereador Agnaldo Feitosa da situação disse que todas as discussões sobre o valor da tarifa do transporte coletivo já foram feitas quando o projeto chegou. “Já discutimos toda a planilha de custos, já ficou confirmado a inflação altíssima, fizemos uma redução da tarifa que foi imposta pelos empresários, por isso a bancada do prefeito vota contra o veto popular”, ressaltou.

Já sobre o transporte alternativo, o vereador disse que o assunto não tem data ser discutido. Segundo ele o assunto transcende a câmara municipal, porque existem leis que proíbem o aumento do número de taxis em Aracaju.

O representante do veto popular, Tadeu Brito informou que o objetivo foi de protocolar o pedido de tribuna livre, para aocntecer no dia 01 de março para o veto popular. "Já temos mais de 20 mil assinaturas, os vereadores de Aracaju podem assinar o veto popular", espera.

A OAB entrou na campanha a favor do Veto Popular, segundo o representante com peso social e reconhecimento público, esse instrumento jurídico que é o veto popular pode acontecer, que nesse caso vem para reduzir a tarifa do transporte público.

Segundo Inácio Kraus, vice-presidente da OAB, a ordem vai abraçar a causa. “Estamos aguardando o presidente voltar, vamos discutir junto ao conselho e a sociedade para decidir qual o melhor caminho. Sobre o aumento de impostos, isso não é uma decisão adequada para o momento.”

Algumas cooperativas de taxistas irregulares permaneceram desde às 7h da manhã em frente Câmara de vereadores, Carisvaldo de Jesus, presidente de uma das cooperativa dos taxistas irregulares alega que é um transporte alternativo e esperam que o assunto seja discutido.