Sergipe

05/02/2016 às 09h43

Taxistas reclamam da demora na aferição dos taxímetros para cobrança de nova tarifa

Redação Portal A8

Taxistas de Sergipe estão insatisfeitos com a demora na aferição dos taxímetros para colocar em prática o aumento da tarifa. Há vinte dias, o Sindicato dos Taxistas enviou um projeto para a Câmera de Vereadores de Aracaju propondo um reajuste de 14,66% no valor da corrida. A medida foi aprovada, mas ainda não foi sancionada pela administração municipal.

De acordo com o taxista, Gilene Batista, o processo de aumento da tarifa é burocrático e o uso da tabela com os novos preços incomoda os clientes. “Esse aumento já foi aprovado, mas demora muito para entrar em vigor. Nós tivemos gastos com o aumento da gasolina, com manutenção, mas pelo andar da carruagem esse aumento só vai acontecer depois que passar pelo Inmetro, pelo prefeito e mais órgãos. Até o reajuste chegar até o taxímetro vai demorar muito e a gente fica no prejuízo enquanto isso”, afirma.

Segundo o taxista, os taxímetros devem passar pela aferição do Inmetro, mas o serviço é realizado por etapas. “O Inmetro regulariza os taxímetros pela numeração da placa, são dois números a cada mês. A placa do meu carro é 9, daqui que chegue a minha vez, eu só vou poder cobrar pelo aumento lá para o meio do ano, isso é um absurdo. O Inmetro tem que montar uma estrutura para agilizar essa parte, não pode ficar assim”, comenta Gilene.

Quase 2 mil taxis em Aracaju devem ter o taxímetro regularizado pelo Inmetro, antes do reajuste entrar em vigor. Os táxis dos municípios de Laranjeiras, Barra dos Coqueiros e Nossa Senhora do Socorro também devem ser aferidos.