Sergipe

01/02/2016 às 10h26

Servidores da saúde realizam paralisação e cobram regularização no pagamento de salários

Redação Portal A8

Servidores da área da saúde realizaram uma manifestação em frente ao Hospital da Zona Norte, Dr. Nestor Piva, na manhã desta segunda-feira (1º). Médicos, enfermeiros e psicólogos paralisaram as atividades para cobrar a regularidade do pagamento dos salários. Durante a mobilização, um paciente precisou ser socorrido pelos sindicalistas por falta de maca na unidade de saúde.

Segundo os representantes dos sindicatos, o salário do mês de dezembro só foi depositado 20 dias depois da data habitual. O dinheiro do mês de janeiro ainda não efetuado. “Queremos que os salários sejam depositados no último dia de cada mês. As categorias estão mobilizadas, o sindicato dos enfermeiros, inclusive, cogita entrar em greve até que o pagamento saia. A maioria quer esperar até o quinto dia útil deste mês para receber o pagamento do mês de janeiro, se não pagar, iremos entrar em greve por tempo indeterminado”, afirma o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde (Sintasa), Augusto Couto.

O sindicalista afirmou ainda que, durante reunião na última sexta-feira (29), a gestão da saúde prometeu pagar o salário de janeiro até o dia 12 de fevereiro. “Nós tivemos essa conversa, mas não acreditamos que paguem o nosso salário até o dia 12 por causa do carnaval. Com o período extenso, tudo parado, não tem condições deles cumprirem a promessa. Nós não queríamos entrar em greve, mas se até o fim dessa semana o dinheiro não entrar, iremos fazer greve”, diz Augusto Couto.

Já em greve, o sindicato dos psicólogos também participou da manifestação. “Nós estamos indignados com a atitude das autoridades. Isso é um desrespeito com o servidor e com a população, porque se os servidores, sem dinheiro, não se alimentam direito, não pagam suas dívidas, também não irão prestar um bom serviço para o povo. Os governantes dizem que não tem dinheiro para pagar os servidores, mas nós não acreditamos. Como não tem dinheiro para nos pagar e tem dinheiro para patrocinar o carnaval? Nós estamos de greve em tempo indeterminado até que a prefeitura honre seus compromissos”, destaca a presidente do Sindicato dos Psicólogos, Inês Santana.