Sergipe

19/01/2016 às 15h06

Taxistas irregulares fazem mais uma manifestação no Centro

Redação Portal A8

Na manhã desta terça-feira (19) taxistas irregulares realizaram mais uma manifestação no centro de Aracaju. A categoria pede que a prefeitura apresente uma solução para a situação enfrentada pelos motoristas e reivindica contra o aumento das multas aplicadas para quem não tem a documentação.

De acordo com Carisvaldo, presidente da cooperativa do bairro Coroa do Meio, os taxistas já foram em várias secretarias, mas sem solução. “Recebem a gente, mas não resolvem o nosso problema. Até agora não houve resultado positivo. Então a gente quer resposta do prefeito”, reclamou o presidente que destacou. “Queremos uma permissão para trabalhar, não é trabalho de taxi é de fretamento comunitário. Queremos que o prefeito receba para chegarmos a um denominador comum, pois a comunidade anda com a gente devido a situação dos ônibus”.  

Foto: WhatsApp

Os taxistas irregulares alegam que a comunidade também necessita da regularização deste tipo de transporte. “Estamos querendo que ele nos receba e nos dê um esclarecimento. Somos transporte de fretamento comunitário, não é taxi, é diferente. O povo tá correndo dos ônibus e estão nos procurando. Caso o prefeito não receba vamos fazer manifestação todos os dias”, concluiu Carisvaldo.

Dona Maria Quitéria, é usuária dos táxis e participou da manifestação para pedir pela categoria. “Eu tenho deficiência e não consigo andar nos ônibus, pois sempre estão com a rampa quebrada, então eu recorro aos taxis lotação, só assim consigo me locomover”, declarou.

Os taxistas também reclamaram da abordagem realizada pelos agentes da SMTT, que segundo eles, é truculenta. “Eles cometem um erro muito grande, nos tratam como marginais. Eles pegam o carro deles entram na nossa frente e dizem que estamos presos. Nós não somos clandestinos somos reconhecidos pela comunidade”, reclamou o presidente da cooperativa da zona de expansão.

Segundo o Sintaxe, hoje são 2.080 taxistas rodando em Aracaju e no estado cerca de 10 mil taxistas circulando.