Sergipe

17/01/2016 às 10h14

Governo esclarece questões sobre Usina Nuclear

ASN

Após visita de uma comissão de empresários chineses e de profissionais da Eletronuclear a Sergipe, muitos questionamentos e dúvidas surgiram a respeito da possível instalação de um complexo nuclear no estado. O governo esclarece que não há definição sobre o assunto, apenas estudos preliminares. Não será instalada nenhuma unidade aqui, sem que haja um amplo debate com a população.

É importante ressaltar que a discussão será feita se houver algum entendimento para a que a usina seja, de fato, instalada em Sergipe. O que, no momento, não há. Confira os esclarecimentos sobre as principais dúvidas:

1-Por que o Governo Federal abriu perspectiva para instalação de mais usinas nucleares no Brasil?

Nossa principal matriz energética é a hidroelétrica. Diante da atual crise hídrica, o Governo Federal estuda a possibilidade de ampliar as fontes de energia, garantindo, assim, a continuidade do crescimento do país. As usinas nucleares se configuram como opção por, praticamente, não emitir gás que gera o efeito estufa e, segundo a Eletrobras, todo lixo atômico e os resíduos são guardados e monitorados.

2- Já existe alguma definição sobre a implantação de usinas nucleares?

Não. Estão sendo realizados estudos em diversas regiões do país para avaliar aspectos geográficos, demográficos, meteorológicos, hidrológicos, geológicos, sismológicos e geotécnicos.

3- Caso seja definido o local, qual a previsão para instalação?

Os planos do Ministério de Minas e Energia são de instalar quatro novas usinas nucleares até 2030 e mais oito unidades até o ano de 2050.

4- Existe definição de onde as usinas se instalarão? Como é feita a escolha?

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) é responsável por realizar estudos em 40 áreas de todo o território nacional que atendam aos critérios de exclusão de acidentes para localização de usinas nucleares. A Eletronuclear vem sinalizando que as novas unidades deverão se situar nas regiões Nordeste ou Sudeste. Uma dessas áreas se situa no Baixo São Francisco, eixo Alagoas – Sergipe, região de Traipu, que abrange no estado de Sergipe os municípios de Porto da Folha, Gararu e Poço Redondo.

A escolha do local dependerá da decisão da Presidenta da República, que fará a escolha diante de uma lista elaborada pela Eletronuclear sob a supervisão do Ministério de Minas e Energia. A decisão final caberá ao Congresso Nacional.

5-Sergipe vai se candidatar a receber uma usina?

Não se trata de uma candidatura. Existe um estudo técnico que indica os melhores sítios para implantação de um complexo nuclear. Caso Sergipe pretenda participar da discussão, será aberto um amplo debate com a sociedade, a partir do qual o Estado se coloca em posição de disputa com as demais localidades, já que o investimento mínimo é de US$ 5 bilhões (R$ 20 bilhões) e geraria milhares de empregos.


Fonte: ASN