Sergipe

14/01/2016 às 14h02

Acusado de adulterar mais de 40 veículos roubados é preso

SSP/SE

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Estância, prendeu no final da tarde dessa quarta-feira, 13, Rosivalso Aragão, acusado de adulterar as características de diversas motos e ciclomotores roubados pelo seu parceiro Paulo Roberto Santos de Souza, conhecido como 'Ninho', preso em agosto de 2015, momento em que assumiu o roubo de mais de 40 veículos.

De acordo com a responsável pelo setor de Roubos e Furtos da Delegacia de Estância, delegada Clarissa Abreu; Aragão, como é conhecido, é apontado como o responsável da dupla por adulterar as caracetrísticas dos veículos roubados. "Ninho roubava os veículos e Aragão os transformava. Caracterírsticas como cor, adesivo, chassi eram mudados. Após as adulterações, eles ainda vendiam os veículos na própria cidade em que foram roubados, pois os donos não podiam reconhecer suas propriedades", detalha. 

O mandado de prisão havia sido emitido em agosto do ano passado, porém Aragão estava foragido da cidade de Estância. Segundo a delegada, por volta das 17h dessa quarta-feira, um policial reconheceu o acusado enquanto este transitava na estrada local que dá acesso ao município de Boquim, cidade onde ele se escondia. "A prisão conclui uma investigação inciada em meados do ano passado, referente a roubos de shinerays no município e que eram facilmente repassadas por eles", finaliza.

A equipe da Delegacia Regional de Estância já recuperou dez ciclomotores e motos roubados pela dupla.

Relembre a prisão de Ninho

A Polícia Civil apreendeu uma arma de fogo e prendeu em flagrante, em Aracaju, Paulo Roberto Santos de Souza, 34 anos, conhecido como ‘Ninho’, após roubar um ônibus na capital sergipana.

Após ser conduzido à Delegacia Plantonista, verificou-se que a Delegacia de Estância possuía vários inquéritos, em que apontavam o preso como autor de diversos delitos. Segundo o coordenador da Delegacia de Estância, delegado André David, após oito meses de investigações, ‘Ninho’ foi reconhecido por 26 vítimas, e na delegacia ainda confessou mais 14 autorias de outros delitos, perfazendo um total de 40 pessoas lesadas.

A prisão foi fruto de um trabalho dirigido pela delegada Clarissa Abreu. O suspeito confessou ainda mais dois homicídios e uma tentativa de homicídio. “A vítima do primeiro homicídio confessado por ele, foi um parceiro do mundo crime, ocorrido em dezembro de 2014. Já em fevereiro de 2015, o alvo foi um traficante, preso em um momento anterior por policiais civis de Estância e que foi assassinado pouco tempo após ter egressado do sistema penitenciário. Ainda em 2014, ‘Ninho’ tentou matar outro parceiro do mundo do crime na rua Bahia, centro de Estância. Esse, porém, faleceu em fevereiro de 2015, após entrar em confronto com a PC de Estância, durante cumprimento de mandado de prisão”, detalha Andre David.

O coordenador enfatiza ainda, que a retirada de circulação de um indivíduo extremamente perigoso como este, influenciará nos índices de criminalidade do município de Estância. “Certamente teremos uma redução nas modalidades criminais, como o roubo a motocicleta e roubo a estabelecimentos comerciais, já que esta era a especialidade de Paulo Roberto”, acrescenta.

 

 


Fonte: SSP/SE