Sergipe

04/01/2016 às 10h10

Cinco mortes são registradas durante a Operação Ano Novo

CPRv

A Polícia Militar de Sergipe, por meio da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv), divulgou o balanço de Operação Ano Novo, realizada até essa segunda-feira (04), nas Rodovias Estaduais.

Durante a operação foram autuados 380 condutores, 12 Carteiras Nacional de Habilitação foram recolhidas, 58 veículos foram removidos ao pátio do Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe (DETRAN) e 435 condutores foram submetidos ao teste do bafômetro com base na Lei Seca.

Enfatizando que durante onze dias de operações realizadas pela companhia, foram registrados um total de 16 acidentes de trânsito, 32 veículos envolvidos nas ocorrências, 05 mortes no local e 13 vítimas lesionadas. Os acidentes com óbitos ocorreram nas rodovias: Lagarto (SE 160), Telha (SE 200), Nossa Senhora da Glória (SE 325), Umbaúba (SE 488) e Barra dos Coqueiros (SE 100).

A Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv) intensificou as fiscalizações e o policiamento nas rodovias, sendo detectadas várias irregularidades praticadas pelos condutores como dirigir veículo sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação); Efetuar ultrapassagem em faixa continua amarela; Conduzir motocicleta sem usar o capacete de segurança; Conduzir veículo que sem licenciamento, Dirigir sob a influência de álcool (sendo 12 condutores flagrados dirigindo alcoolizados).

 Foi observado em operação realizada no final de 2014, 10 acidentes de trânsito registrados com 05 mortes e 20 vítimas lesionadas. No comparativo entre as operações de 2014 e 2015, houve redução no número vítimas lesionadas em 2015, permanecendo igual o número de vítimas fatais nos dois anos, havendo em 2015 um aumento no número de acidentes registrados. A Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv) informa que nos casos de emergência, acidente de trânsito, animais soltos, denúncias e solicitação de auxílio nas rodovias estaduais, o cidadão deve ligar para o telefone 198 de qualquer região do Estado. 

 

 


Fonte: CPRv