Sergipe

31/12/2015 às 13h31

Famílias e comerciantes já ocupam a Orla de Atalaia

Redação Portal A8

Portal A8SE
Para garantir o melhor lugar para assistir a festa da virada, muitas famílias estão desde cedo nas proximidades do palco, onde acontece a festa de Ano Novo da prefeitura de Aracaju. Além do público, muitos comerciantes também estão a postos para iniciar as vendas.

O estudante Hugo resolveu passar o último dia do ano acampado na praia, o motivo, é guardar um lugarzinho próximo ao palco. “É a primeira vez que venho acampar aqui na Orla, cheguei 6h da manhã para garantir um bom lugar e marcar o local. Trouxemos muita comida e bebidas para passarmos com amigos e familiares. E já ficamos direto para amanhã tomar o primeiro banho de mar de 2016”, falou.

A professora Alcineide Profeta também optou por passar a noite da virada em uma barraca na Orla de Atalaia. Ela conta que chegou cedo para garantir o lugar e está revezando com amigos. “Chegamos às 8h e vamos passar o dia todo, aí os amigos ficam revezando para garantir o espaço e mais tarde poder curtir um som bom e se divertir na festa da virada”, contou.

Portal A8SE

A festa de réveillon também é muito esperada pela comerciante Eliene Francisca de Jesus, que sempre garante seu espaço para vender bebidas na noite da virada. “A gente trabalha e se diverte ao mesmo tempo, sem o Pré-caju, o réveillon na orla é o lugar que mais vendemos, apesar da crise a gente espera vender sempre um pouco. Ano que vem já tem escola, aí aqui fazemos um dinheirinho a mais pra entrar 2016 com dinheiro no bolso”, revelou.

Sonia Monteiro também é comerciante e está animada com a noite de trabalho. “Espero boas vendas e acho que vai ser bom como no ano passado. A gente deixa pra se divertir no dia 1º com dinheiro no bolso. O réveillon aqui é muito bom, a agente se diverte conversando com os clientes e turistas”, destacou.

Portal A8SE
Equipes da prefeitura também passaram o dia trabalhando e montando os últimos detalhes para a grande festa. E este ano houve uma organização dos locais permitidos para comercializar e montar as barracas. “Estamos aqui arrumando, organizando os ambulantes e as pessoas que estão indo para curtir, normatizando as áreas que podem ser ocupadas para dar fluidez ao público, para que as pessoas possam circular e curtir com tranquilidade. Deixando espaço de mobilidade para que todos possam aproveitar”, explicou o diretor de espaços públicos, Luiz Carlos, que ressaltou. “Separamos os comerciantes nas modalidades dos comerciantes para que cada um tenha um ponto correto para não atrapalhar e não causar nenhum acidente”.