Sergipe

09/12/2015 às 10h31

Comando do Exército tem primeira aula de capacitação para o combate ao Aedes Aegypti em Sergipe

Redação Portal A8

Foto: Portal A8SE
O Comando do Exército Brasileiro, em Sergipe, começou a preparação no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Cerca de 100 militares participaram da primeira aula de capacitação na manhã desta quarta-feira (9).

O Estado de Sergipe e o município de Aracaju se uniram em uma força-tarefa para traçar estratégias de extermínio ao mosquito transmissor do Zica Vírius e outras doenças. Sergipe é o segundo estado brasileiro a ter o apoio do Comando do Exército Brasileiro em ações contra o Aedes Aegypti.

De acordo com o tenente-coronel, Silva Neto, a fase preparatória é fundamental para orientar os militares quanto as ações que deveram ser cumpridas na força-tarefa. “O objetivo é prepará-los, adequá-los, para que eles estejam em condições para atuar em conjunto com os agentes de endemias, com a defesa civil, e outros autores que fazem parte dessa força-tarefa. Iniciamos essa capacitação para atuar tanto no município, quanto no estado, no combate ao mosquito Aedes Aegypti”.

A capacitação dos militares terá duas fases. A primeira trata-se da parte teórica, e a segunda, a prática. “Primeiro, os militares irão ter conhecimento sobre os modos de transmissão, bem como as endemias causadas pelo mosquito Aedes Aegypti. Em seguida, será a parte prática, de atuação. Eles terão demonstrações do kit que foi distribuído pela prefeitura, dos equipamentos de proteção individual, irão saber sobre as maneiras de atuação nas residências, sobre a legislação que ampara esse tipo de trabalho, entre outros conhecimentos”, conta o tenente-coronel.

Cronograma de combate ao mosquito

A gerente de Vigilância Epidemiológica, Tereza Cristina, fala sobre a programação do combate ao mosquito Aedes Aegypti, em Aracaju. De acordo com ela, todos os bairros da capital serão visitados. “Iremos trabalhar já neste sábado, com a força-tarefa, no bairro Santos Dumont. Na próxima semana, de segunda a sexta, nós estaremos no bairro Cidade Nova. Todos os bairros serão visitados, mas iremos começar pelos locais com índice de maior infestação do mosquito. Iremos seguir essa ordem cronológica”.