Sergipe

12/11/2015 às 08h10

Morre aos 64 anos a bailarina Lu Spinelli

Redação Portal A8

Morreu na noite dessa quarta-feira (11) a bailarina Lu Spinelli, 64 anos. De acordo informações, a coreógrafa e professora de ballet foi encontrada morta no seu apartamento, no centro de Aracaju.

Atualmente, Lu Spinelli dava aulas particulares de ballet. O corpo dela foi encontrado no chão por uma de suas alunas. A causa da morte ainda não foi confirmada, mas é provável que ela tenha sido vítima de um AVC. Segundo amigos, ela estava sendo esperada para uma aula, como não compareceu e não atendia as ligações, resolveram ir até a casa da bailarina.

Muito abalado com a morte da bailarina, Lindolfo Amaral, integrante do grupo Imbuaça, contou como foi seu último encontro com a amiga. “A gente passou toda a tarde de terça no Conselho Estadual de Cultura, ela era conselheira e tivemos uma reunião muito movimentada, ela super feliz, falando dos planos delas”, relatou Lindolfo que destacou. “No dia 25 de novembro ela completaria 65 anos e ela preparou uma aula na academia Célia Duarte, onde ministrava aula, onde ela apresentaria uma nova técnica, a gente conversando muito e ela feliz falando dos projetos novos. Depois levei ela em casa e ontem eu estava dando aula quando recebei a triste notícia e fiquei desesperado, quando cheguei na casa dela, alguns amigos dela alunos e ex-alunos já estavam lá”.

Lu Spinelli era do Conselho Nacional de Dança e do Conselho Estadual de Cultura. Ela também seria homenageada pelo estado, na próxima quarta-feira, com a medalha do mérito cultural Tobias barreto. A bailarina era natural do estado da Bahia, mas morava em Sergipe há mais de 40 anos. 

“Então é uma perda muito grande. Ela ia fazer 65, mas estava trabalhando como nunca. Resolvemos trazer a Lú para cá, pois era uma casa que ela gostava muito e no próximo final de semana ela estaria fazendo uma apresentação aqui, então resolvemos fazer essa homenagem”, contou Lindolfo.

O corpo da bailarina será velado na manhã desta quinta-feira (12), no teatro Tobias Barreto. O sepultamento irá acontecer às 16h, no cemitério Santa Izabel.

 A prefeitura de Aracaju emitiu uma nota lamentando o falecimento da bailarina. Confira na íntegra:

"É com imenso pesar que a Prefeitura de Aracaju, em nome do prefeito João Alves Filho, da Presidente da Fundação Cultural Cidade de Aracaju, Aglaé D’Àvila Fontes e da Secretária em exercício da Família e Assistência Social, Selma Mesquita lamentam o falecimento da amiga, professora e coreógrafa, Lu Spinelli, que por cerca de 60 anos dedicou sua vida à dança em Aracaju. Lu Spinelli, que chegou em Sergipe em 1971, nos agraciou com seu modo inovador na arte de interpretar a dança moderna e contemporânea. Tia Lu, como era carinhosamente chamada pelos alunos foi a responsável pela formação de dezenas de mestres exportando talentos para diversos estados brasileiros e inclusive locais fora do país".