Sergipe

10/11/2015 às 10h52

Moradores da Piabeta estão assustados com insegurança na região

Redação Portal A8

Foto: Portal A8SE
Moradores da Piabeta, em Nossa Senhora do Socorro, estão preocupadas com a onda de violência que já fez muitas vítimas na localidade. De acordo com a vizinhança, só no fim da tarde desta última segunda-feira (9), um homicídio e uma tentativa de homicídio foram registrados.


Segundo o morador, Washington de Oliveira Santos, às 16h uma pessoa foi assassinada na região. Quase duas horas depois, dois homens em uma moto alvejaram uma pessoa com cerca de dez tiros. A vítima foi encaminhada para o hospital e conseguiu sobreviver.


O morador conta que a maioria dos homicídios na região são motivados por rixas entre traficantes. “Eles brigam por comando de território, pelo domínio da boca de fumo. É bandido matando bandido”.


Washington que mora há 28 anos na Piabeta, relata que nunca viu tantos assassinatos no local durante todo esse tempo. “Aqui já está normal. A gente se surpreende é quando não tem nem um homicídio. Todo dia, matam pelo menos um na Piabeta. Ninguém pode andar com celular mais na rua. Na avenida principal, é arrastão direto. Aqui, o povo vai logo cedo para casa. Ninguém fica na rua mais não. É toque de recolher”, afirma o morador.


De acordo com Washington, o 5ª batalhão da Polícia Militar é responsável pela segurança do local, mas ele diz que a presença da polícia não intimida os criminosos. “O 5ª batalhão aqui, e nada, é a mesma coisa. É cada um por si. Não é querendo desmerecer ninguém, não, mas, aqui, eles só ficam com medo quando aparece a Rádio Patrulha ou o Getam”.


A capitã da Polícia Militar, Evangelina de Jesus, informou que o 5ª batalhão, além de atender a Piabeta, também acolhe os conjuntos Albano Franco, João Alves e Parque dos Faróis, e que o efetivo do batalhão, é menor que o quantitativo adequado para abranger toda a região. A capitã também pede para que a população registre as ocorrências para que a PM possa identificar um aumento da criminalidade no local e possa remanejar a polícia. Evangelina garantiu que irá aumentar o efetivo na região para reforçar a segurança.