Sergipe

10/11/2015 às 10h43

Desaparecimento de Acácia completa 1 ano e família continua sem respostas

Redação Portal A8

Há um ano, familiares de Acácia de Jesus Santos, 27 anos, vivem a angustia de não saber o paradeiro da jovem, que desapareceu no dia 10 de novembro de 2014, quando saiu de Lagarto para Aracaju, onde levaria o filho ao médico.

De acordo com familiares, a jovem veio de ônibus e ao desembarcar na rodoviária foi recebida pelo ex-marido,um policial civil, que teria sido o último a ter contato com Acácia. “Depois que ele pegou ela na rodoviária não conseguimos mais ter contato com ela pelo celular. O que ele conta é que levou ela para o apartamento dele e deu um dinheiro, ela disse que ia ali e nunca mais apareceu”, conta Raimunda Esteves Santos, irmã da jovem.

Desde então, a família luta para conseguir informações de Acácia e reclama da falta de um posicionamento concreto da polícia. “Já tem um ano e nada, eles só dizem que estão investigando e que vão investigar enquanto tiver argumento, mas não dizem que argumentos são esses. Não dizem se tem alguma suspeita, nada”, relatou Raimunda que desabafou. “Queremos justiça, já não sabemos mais a quem recorrer. Aguardamos esse tempo todo e nada se fez”.

A mãe da jovem, dona Josefa Cassimira de Jesus, relatou que existem suspeitas e que a filha era agredida pelo ex-marido, com quem foi casada por 5 anos. "Ela aparecia com hematomas em casa e dizia que tinha sido agredida por ele", revelou.

O filho de Acácia, que permanecia com a família materna, irá morar com o pai após o término do ano letivo. “A justiça deu a guarda do menino para o pai e quando ele terminar os estudos desse ano vai vir morar em Aracaju”, contou Raimunda Esteves.

Foto: Portal A8SE

Os familiares de Acácia estiveram na manhã de hoje (10), em frente a Corregedoria da Policia Civil, levando cartazes e pedindo uma resposta da polícia. Eles foram recebidos pela delegada Teonice Alexandre, que orientou que a família buscasse o Ministério Público Estadual já que o inquérito foi entregue ao MPE.

De acordo com a assessoria da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a polícia concluiu o inquérito e não encontrou nenhuma prova que ligue o ex-marido de Acácia ao seu desaparecimento. O assessor, Renato Nogueira, também destacou que desde o início foram realizados os laudos periciais e nenhum revela participação do policial. O caso continua sendo tratado como desaparecimento.