Sergipe

26/10/2015 às 12h06

Comunidade denuncia abandono de obra na escola estadual Armindo Guaraná

Redação Portal A8

A comunidade do bairro Rosa Elze, em São Cristóvão, está insatisfeita com a situação da escola Estadual Armindo Guaraná, que está em obra há dois anos e nos últimos meses teve a reforma suspensa. Enquanto a obra não termina, os quase 600 alunos da instituição de ensino estão estudando em um galpão, com salas de aula improvisadas.

De acordo com o vigilante do colégio, Marcos André Tavares, são três meses de obra parada. “Os operários abandonaram o local e o pessoal que trabalhava aqui disse que foi por corte de verba. Agora já são três meses com o material aqui parado, coisas de valor como areia, porta de alumínio. Não tem um mês que entraram aqui e roubaram as ferramentas”, contou.

O estudante Dilton Luiz, que é morador da região, disse que é uma perda grande para a comunidade. “Enquanto isso os alunos, apesar do esforço da diretora, estão tendo aulas em péssimas condições, pois as divisórias das salas não vão até o teto e são de um material bem fino, o barulho é grande de uma sala para outra”, relatou.

Seed

De acordo com a assessoria da Secretaria de Estado da Educação (SEED), as obras da escola estão bem adiantadas e foram suspensas, pois a empresa alegou não ter mais condições de continuar com a obra. “Houve o destrato do contrato e agora estamos tomando as medidas jurídicas legais para substituir a empresa. Acreditamos que em até 60 dias uma nova firma já tenha assumido a obra”, afirmou Elton Coelho.