Sergipe

23/10/2015 às 09h19

MPE quer garantir direitos dos consumidores durante a greve dos bancários

Redação Portal A8

As dificuldades dos consumidores para realizar ações bancárias devido à greve da categoria, motivaram o Ministério Público Estadual e o Procon Municipal a realizarem uma audiência na manhã desta sexta-feira (23).


Segundo o MPE será discutido, junto ao Sindicato dos Bancários de Sergipe, medidas que garantam os direitos dos consumidores durante o período de greve. “Convidamos o sindicato dos bancários para participar da audiência, mas não temos o intuito de interferir no direito dos bancários à greve, o que queremos é que o sindicato ofereça condições favoráveis para que os consumidores não sejam lesados por causa da greve”, afirma a promotora do MPE, Euza Missano.


De acordo com a Ministério Público, o Procon realizou fiscalização em diversos bancos neste período de greve e constatou algumas dificuldades dos consumidores. “Queremos garantir o direito dos consumidores ao autoatendimento. Algumas clientes relataram que não encontraram dinheiro nos caixas eletrônicos para sacar, que não encontraram envelopes para fazer o deposito, entre outras reclamações”, diz.


A promotora destaca que é necessário enfatizar a proibição da cobrança de juros mora para os clientes. “É um prejuízo muito grande para os correntistas essa cobrança junto com essa greve”.


Euza Missano ainda informa que o Banco de Sergipe (Banese) também será convidado a participar da reunião, mesmo sem estar em greve. Segundo o MPE, o Banese está sobrecarregado por ser o único banco que está de portas abertas em Sergipe. “A nossa proposta é que sejam adotadas medidas para que faça valer a lei dos 15 minutos. É importante frear a formação de grandes filas e garantir um atendimento mais eficaz possível”.