Sergipe

22/10/2015 às 11h10

Fiscalização eletrônica em Aracaju já reduziu em 80% os acidentes de trânsito

Redação Portal A8

Em coletiva apresentada na manhã desta quinta-feira (22), na Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), o superintendente do órgão Nelson Felipe, apresentou um balanço, após um mês de funcionamento de fiscalização eletrônica em Aracaju.

Os dados apresentados informam que em outubro de 2014, foram registrados 736 acidentes, este ano no mesmo mês de funcionamento da fiscalização com multa, o número caiu para 142, uma redução de 80%.

“Só paga multa aquele que desobedece a sinalização, quem não avança o semáforo, quem não faz conversão não permitida, não tem porque se preocupar, o radar é uma máquina que é programada”, explica Nelson sobre a funcionalidade da fiscalização. Cerca de 5 mil imagens já foram registradas, mas apenas 30% foram geradas multas, tendo em vista que muitas devem ser validadas.

O superintendente da SMTT explica que a fiscalização eletrônica está sendo feita por etapas, na segunda etapa estão sendo feitas as lombadas eletrônicas, e também os painéis de informação. O terceiro momento será no final do ano, quando serão implantados os radares propriamente ditos.

Infrações

Entre as infrações mais cometidas pelos motoristas aracajuanos, segundo Nelson Felipe são os avanços de sinal. Mesmo a SMTT seguindo a legislação que a partir das 23h até às 6h da manhã não se pode multar que avançar o sinal, mesmo cumprindo rigorosamente essa legislação ela se torna a mais.

Foram apresentados comparativo entre os acidentes de trânsito em Aracaju que só aumentavam. Em janeiro de 2014, aconteceram 596 acidentes e em janeiro deste ano esse número aumentou para 657.  Quando a SMTT começou a instalar no mês de julho deste ano, se no mesmo mês do ano passado, esse número foi de 649, só no início da instalação esse número caiu para 310.

As vítimas fatais também diminuíram, no primeiro semestre as mortes no trânsito foram contabilizadas em 29 pessoas.  Com a implantação da fiscalização, no primeiro semestre desse ano esse número foi para 18 mortes no trânsito. Segundo o superintendente, o objetivo foi alcançado e surpreendeu.