Esportes

04/05/2016 às 11h54

Sergipe e Itabaiana se enfrentarão no primeiro jogo da final do Sergipão 2016 esta noite no Batistão

Redação Portal A8

Os dois melhores times do hexagonal vão medir forças no primeiro duelo válido pela final do Sergipão 2016 nesta noite (04) na Arena Batistão. De um lado o Tricolor da Serra que depois de passar por um ano de 2015 em baixa volta ao lugar de onde nunca deveria ter saído, do outro Sergipe, que também teve uma péssima campanha no anão passado.

ITABAIANA

O Itabaiana entra na final como favorito ao título em função de sua campanha desde o início do estadual. Na primeira fase o Tremendão terminou na vice-liderança com 17 pontos, atrás apenas do Confiança. Uma campanha que mostrava que o time vinha forte para o título, foram cinco vitórias, dois empates e duas derrotas. As derrotas para Amadense (1ª rodada) e Dorense (5ª rodada), foram apenas pequenos problemas de percursos que foram superados, com uma invencibilidade que dura até o momento, foram apenas vitórias.

O time ficou ainda mais forte com a chegada do técnico Leandro Campos que fez o time da serra jogar bem armando, e postado taticamente em campo. Além de contar com jogadores que estão sempre prontos para decicir a partida, quem diga Paulinha Macaíba. O atacante tricolor é um dos artilheiros da competição e pode encerrar o estadual isolado na artilharia porque Dagil e Leandro Kível seus concorrentes, estão fora de ação.

No hexagonal o time está invicto, estendendo a campanha da primeira fase. Nesta fase decisiva o time não perdeu nenhuma partida, sobrou, não foi ameaçado em nenhum momento pelos rivais, foram seis vitórias e 4 empates, e fechando a segunda fase na liderança isolada com 22 pontos.

SERGIPE

O Colorado do bairro Siqueira Campos, mais uma vez quase matou seus torcedores. Em mais um ano o time oscilou muito durante sua caminhada até a final, quando se imaginava que o time iria dar um show de bola, ia lá e perdia, deixando a torcida furiosa e com medo que o filme de uma eliminação ainda na primeira fase da competição.

O time foi um dos primeiros a começar a preparação para esta temporada e trazia muitos reforços, mas a pré-temporada já deixou o torcedor com uma “pulga atrás da orelha”. Mesmo com bons jogadores o time não rendeu, o jeito foi esperar mesmo o começo do estadual pra ver como o time iria se comportar. E a desconfiança que já se tinha foi confirmada, o time penou pra vencer o Socorrense no Batistão, na segunda rodada uma goleada sobre o Guarany por 6 a 1 e deixando o torcedor no céu, mas ai o time começou a apresentar um futebol fraco e o técnico Roberval Davino ter seu trabalho questionado. O time passou para a segunda fase com apenas a 4ª colocação.

O técnico Roberval foi dispensado e o ex-goleiro Clemer foi contratado e assumiu o time as vésperas de do clássico contra o Confiança já no hexagonal e deu conta do recado. Venceu e deu uma cara melhor ao time, mas também em alguns jogos decepcionando o torcedor com o desempenho, no hexagonal o Gipão teve um desempenho regular e terminou na segunda colocação com 17 pontos, sendo quatro vitórias, cinco empates e uma derrota.

Uma curiosidade, Clemer em seus 40 anos como goleiro profissional inúmeros títulos conquistados, agora aos 40 anos é a chance de conquistar seu primeiro título com um time profissional.

É isso aí torcedor tricolor e colorado, agora é vestir a camisa, pegar o bandeirão e torcer pelo seu time, compareça aos estádios, ajude seu time a ser campeão e sempre na paz, nada de brigas e que vença o melhor.