Entretenimento

26/11/2016 às 11h14

Romancista sergipana aborda mistério e ficção em novo livro

Assessoria

O livro é resultado da escuta das narrativas que Ana Azevedo ouviu em municípios sergipanos, a exemplo de Santa Luzia de Itanhy, Itabaiana e da capital Aracaju.

É por meio de uma dinâmica, que mistura imagens de mulheres bruxas nos espelhos em que almas são reveladas, que a romancista Ana Azevedo “desvela o movimento entre o espelho e a alma”. O assunto é abordado por ela no livro 13 Bruxas – Entre o Espelho e a Alma, que será lançado no próximo dia 29 de novembro, às 18h, na Sociedade Semear. 

De acordo com a autora, a obra é trabalhada em um contexto de mistérios e ficção. “A leitura do livro instiga buscas internas a partir de elementos que compõem o imaginário feminino, fomenta descobertas e convida o leitor para se arriscar a experimentar caminhos novos, em itinerários que de modo algum são pré-fabricados. Ao contrário, resultam de uma dinâmica que mistura fragmentos de imagens de mulheres bruxas nos espelhos onde as almas são reveladas”, detalha. 

O livro é resultado, ainda, da escuta das narrativas que Ana Azevedo ouviu em municípios sergipanos, a exemplo de Santa Luzia de Itanhy, Itabaiana e da capital Aracaju. “São mulheres de lugarejos. No reflexo [espelho], cada uma delas está lá, desnudada, e se vê; uma identidade perdida, alma interior, alma exterior, em uma sinuosa dança pitoresca, que não faz nenhum sentido a não ser quando guiada pelos olhos dos deuses ou deusas que se escondem e se mostram quando lhes apetece”, adianta.

“Nas incursões das 13 personagens é descortinado o mito de que as bruxas existem e são mulheres que vivem em um tempo que se estende para além dos séculos e dos limites conhecidos no calendário que inventamos para marcar os rituais da nossa vida ordinária”, complementa.

Renantique

O coquetel para a noite de autógrafos do livro13 Bruxas – Entre o Espelho e a Alma terá a participação do conjunto de música medieval e renascentista Renantique.

Sobre a autora

Ana Azevedo (Ana Maria Lourenço de Azevedo) nasceu em Aracaju, tem doutorado em Filosofia pela Universidade Complutense de Madri, é pedagoga e professora da Universidade Federal de Sergipe (UFS). A autora é líder e membro do Grupo de Estudos e Pesquisa Criança, Infância e Educação e do Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação. 

Tem desenvolvido em sua trajetória profissional experiências relevantes construídas no exercício do magistério na educação básica e na educação superior, além de pesquisas publicadas em livros e de artigos científicos.

Agora, a autora adentra em um mundo novo, o da literatura geral, contemplando, com o seu olhar inquieto, sobre a vida, e deixando fluir o seu sentir sobre as pessoas, especialmente as mulheres em suas múltiplas faces.


Fonte: Assessoria