Famosos e TV

10/11/2015 às 11h31

Suzy Cortez, do Distrito Federal, é a vencedora do Miss Bumbum 2015

R7

Depois de uma performance sensual no palco com direito a botas de camurça, luvas de cetim e uma dança provocante em cima de um pufe, a Miss Distrito Federal Suzy Cortez foi eleita a Miss Bumbum 2015. A final do concurso aconteceu nesta segunda-feira (9), em uma casa de eventos em São Paulo.

Ao receber a faixa, Suzy contou que passou quatro meses se preparando para o grande dia com treinos na academia e dietas, e que sonha em ser apresentadora.

Suzy desbancou beldades mais conhecidas como Dani Sperle, ex do jogador Adriano e musa da União da Ilha, que ficou em terceiro lugar, e Sabrina Boing Boing, que fez uma performance como cosplay da personagem dos quadrinhos Arlequina, do Esquadrão Suicida, mas voltou para casa sem faixa nem prêmio.

A morena desbancou a favorita Fernanda Abraão, do Maranhão, a mais votada entre os internautas. Emocionada, Suzy falou ao R7 sobre a vitória.   — Está sendo muito importante, me preparei durante quatro meses. Na verdade, a gente sempre quer ganhar, então eu trenei, fiz dieta, deixei de sair

 

Quem levou o segundo lugar foi a miss Minas Gerais, Camila Gomes, que gastou R$ 20 mil com biquíni e vestido, e ficou decepcionada com o resultado: — Acho que foi o público que escolheu. Ganhei visibilidade nas redes sociais. Sou carioca, mas estou representando Minas. Cada um tem o seu mérito, mas acho que eu merecia levar o título. Todas as oportunidades que vierem agora eu vou agarrar. Quero chegar à fama e ser mais conhecida. Tudo é muito caro, entre biquíni e vestido gastei quase R$ 20 mil, mas valeu a pena

Dani Sperle, que desfilou mostrando o rebolado ao som de É Hoje, clássico samba-enredo da União da Ilha, garante que investiu cerca de R$ 200 mil no figurino. Só o vestido, de renda francesa, custou mais de R$ 50 mil.  —Valeu a pena, o concurso é mais uma oportunidade na minha carreira.

Mas quem causou no palco foi Luciane Hoeper, que faturou a faixa de Miss Bumbum Revelação. Ela fez uma performance sensual ao som de Fale de Mim, de MC Melody, apontou para as concorrentes no trecho sobre "as recalcadas que me ofendeu" e quase levou um tombo. —Escolhi a música que fala sobre as recalcadas porque sofri muito com isso. Sou uma das mais conhecidas, saio na mídia, e as outras meninas não entendem isso, então escolhi para alfinetar.

Luciane espera mesmo que a carapuça tenha servido em alguém. —Eu vim para sacanear, não para sensualizar.

Jennifer Camacho, a Miss Rondônia, mostrou a sensualidade ao som de Dark Horse, de Katy Perry, mas parece não ter agradado aos jurados. Especialmente a Kleber Bambam, pois o ex-BBB se levantou da cadeira e foi ao banheiro no meio da apresentação da moça. 

Sabrina Boing Boing, representante do Rio Grande do Sul, e que não levou nada para casa, disse que apesar de não ter vencido, teve a oportunidade de mostrar um pouco mais do seu trabalho

—Para mim valeu a pena porque a intenção era lançar esse personagem, vou começar a fazer cosplay da Arlequina (Esquadrão Suicida). Queria ser a precursora e a maioria dos jurados não entendeu a performance, o que eu já sabia que ia acontecer. Fui atrás de fontes, peguei cenas do trailer do filme para mostrar a coreografia. Nos bastidores rolavam comentários de que a Suzy ia ganhar, a gente ouviu vários boatos. As brigas entre as candidatas rolaram até hoje. Até botaram segurança no camarim, mas foi tranquilo

Esta foi a quinta edição do Miss Bumbum, que já teve, em anos anteriores, participantes como Dai Macedo, Ana Paula Minerato e Jessica Lopes, a Peladona de Congonhas. A dona do bumbum premiado desembolsou R$ 10 mil pela inscrição no concurso, assim como as demais candidatas, mas ganhou um prêmio de R$ 5 mil em dinheiro e mais R$ 50 mil em contratos publicitários, além da possibilidade de ser capa da edição de dezembro da revista Sexy. 

O evento contou primeiramente com um desfile das 15 candidatas vestidas com roupas de gala

Decotes poderosos e fendas fatais que deixavam as pernas à mostras foram unânimes na primeira parte do evento

Cada uma vestida com um modelito mais poderoso do que o outro. A intenção era impressionar o jurados do início ao fim do concurso

Em um bate-papo com o R7, Indianara Carvalho, campeã do concurso de 2014, contou o quanto sua vida mudou após receber o prêmio no ano passado. — O concurso me fez conhecer esse mundo da imprensa, o meio artístico. E ganhei experiência. É um mundo glamouroso, mas as pessoas são de carne e osso. O concurso valeu a pena porque tudo é válido, foi uma escolha que eu fiz e eu nunca tinha feito nada na mídia, hoje quero ir para o ramo de apresentadora. Pretendo estudar porque sou nova e tenho muito a aprender. Para a atual campeã, a candidata deve ter um bumbum durinho e proporcional. — Não é um concurso do maior bumbum. E as meninas às vezes confundem

A competição contou com dez jurados. O ex-BBB Kleber Bambam estava um tanto exigente quando o seu julgamento.  — Tem que ter um corpo escultural, sem estrias, nem celulite. Sou rígido. Comigo não tem história. Também não vale plástica, vai ganhar a bunda de verdade. A ganhadora tem que ter uma bunda brasileira, e o Brasil é formado por bunda bonita

Já Cacau Colucci discordou do colega de reality show, dizendo que celulite e estrias fazem parte do biotipo feminino. — Não vou ver só o bumbum, tem que ter simpatia, presença. É difícil detectar hidrogel, mas eu gosto de um bumbum mais natural. Tem que ter o bumbum durinho, mas sem exageros. Quando malha muito fica meio quadrado, e tem que ser mais redondinho. Acho que celulite e estria fazem parte do corpo da mulher. Com um corpo de tirar o fôlego, a ex-BBB admitiu ter abusado da comida recentemente após uma viagem aos Estados Unidos. — Eu fui aos Estados Unidos, passei uma semana e meti o pé na jaca. Comi sanduíches, waffle no café da manhã. Agora vou ter que pegar firme na dieta e na malhação. Diminuir carboidratos, gordura praticamente zero, segurar a onda no Natal, porque não posso fazer feio no Carnaval.


Fonte: R7