Famosos e TV

29/10/2015 às 10h19

"Ele usa a bebida como desculpa para ser agressivo", diz cunhada de Chimbinha

Redação Portal A8

Quando as polêmicas a respeito da separação de Joelma e Chimbinha começaram a surgir na mídia, Joselma Mendes, irmã da vocalista, estava convencida a não se envolver na briga dos parentes. Procurada pela nossa reportagem no início de setembro, ela negou uma entrevista e usou o popular ditado de que em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher.

Mas a opinião mudou. E o que motivou a manifestação de Joselma agora foi a divulgação de uma conversa de WhatsApp na qual a sobrinha Natalia Sarraff revela que foi abusada sexualmente pelo padrasto Chimbinha na infância."Acordei com ele me apalpando", recordou a cantora em mensagem enviada no comunicador instântaneo
Antes de comentar com uma amiga no WhatsApp, Natalia copartilhou este caso com a tia, entre o fim de 2013 e início de 2014 (ela não lembra com exatidão a data). Ao saber disso, Joselma se surpreendeu e assumiu que também havia sido vítima das investidas de Chimbinha no período em que foi governanta da mansão do casal, entre 2002 e 2012.

— Vi muita coisa errada acontecer. Ele e Joelma tiveram brigas feias. Chimbinha tentou bater na minha irmã. Eu não sei nem o que acontecia quando estavam sozinhos. Mas o pior de tudo é a relação dele com a Nathalia. Sempre tive a impressão de que o Chimbinha tivesse algum interesse na enteada, até porque fez de tudo para atrapalhar os relacionamentos dela e ainda colocava a mãe contra a filha. Elas ficaram sem se falar muitas vezes e é tudo culpa dele.

Segundo Joselma, o comportamento promíscuo do músico era comum tanto no ambiente doméstico como no profissional. Chimbinha teria ainda assediado uma empregada. Em outra ocasião, correu nu atrás da faxineira, que logo em seguida pediu demissão. Já sobre as dançarinas da Calypso, Joselma afirma que "Chimbinha se dava bem até demais", embora tivesse ciúme dos bailarinos.

— E não são casos isolados. Quando ele bebia, era ainda pior. Ele usa a bebida como desculpa para ser agressivo e assediar mulheres.

Esse comportamento e as traições do músico motivaram Joelma a se separar três vezes durante o casamento. O rompimento durou pouco tempo e não chegou a ser descoberto pela mídia. Com o perdão da mulher, o músico sempre voltava para casa e passava um período sem se envolver em encrencas. Mas logo voltava a cometer erros, garante Joselma.

— Se tivesse acontecido apenas uma vez, dava para entender esse perdão. Mas a insistência no erro não deixa dúvidas de que a melhor coisa que Joelma deveria ter feito há muitos anos era pedir separação do marido.

Uma dessas puladas de cerca do músico resultou em uma filha fora do casamento, que ele reconheceu após certa pressão judicial e da mãe da criança. Joselma suspeita, porém, que o guitarrista pode ter outro filho fruto de uma relação extraconjugal.

— Surgiu esse boato há alguns anos, mas ninguém sabe o que aconteceu para que essa situação se resolvesse.

Outro traço do perfil de Chimbinha que Joselma ressalta como pouco conhecido pela mídia é o fato do guitarrista ser uma pessoa dissimulada e grosseira. A ex-cunhada explica que o músico não costuma cumprir com a palavra e ainda destrata músicos da banda.

— Quem não conhece, acha que ele é um santo. E para conseguir o que quer, muitas vezes finge que virou uma pessoa melhor. Mas é tudo jogo de cena.

Segundo Joselma, as únicas pessoas que Chimbinha respeita são os filhos Yago e Yasmim. A ex-cunhada reconhece que o músico trata tão bem os dois que "chega atá a mimar demais os jovens".

— Com as outras pessoas, é sempre esse misto de falsidade e agressividade.

Procurado pela reportagem para rebater as acusações da ex-cunhada, Chimbinha afirmou "estar cansado de factoides criados quase diariamente. Prefiro não comentar o assunto, uma vez que estou focado no meu novo projeto de reestruturação da Calypso, que será apresentado nacionalmente na próxima semana".