Brasil

16/04/2016 às 10h31

Manifestações a favor e contra o governo já estão marcadas para este domingo

Redação Portal A8

A votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff no Plenário da Câmara foi marcada a partir das 14h do próximo domingo (17). Manifestações a favor e contrárias ao governo já estão marcadas para acontecer em diversas cidades brasileiras - veja a seguir algumas delas.

Aracaju

Na capital sergipana, a manifestação contra a presidente Dilma Rousseff vai acontecer no Mirante do calçadão do bairro 13 de Julho, a partir das 14h. Os organizadores informaram que haverá um telão e um mini trio para transmitir a votação.

Já na Orla de Atalaia estará concentrado o grupo a favor da presidente, que também começa a se organizar a partir das 14h. A organização do ato informou que haverá um sistema de som que irá transmitir a votação.  

São Paulo

De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública), a avenida Paulista será palco de protestos de três grupos contrários ao governo: Vem pra Rua, Brasil Livre e Revoltados Online. Os dois primeiros protocolaram o pedido na terça-feira (5) e o último, um dia antes (4).

Na praça da Sé e no Vale do Anhangabaú, regiões centrais da capital paulista, acontecerão os atos contra o impeachment, solicitado pela Frente Brasil Popular – o grupo comunicou secretaria na quinta-feira (7).

Rio de Janeiro

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro convocou representantes de movimentos sociais, da Guarda Municipal, da Secretaria de Ordem Pública e da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) na última quarta-feira (13) para discutir as formas de mobilização para os atos realizados neste domingo, na orla de Copacabana, na zona sul da capital.

O grupo que é contra o impeachment de Dilma Rousseff vai se manifestar do Posto 3 ao Posto 1 na Praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, das 9h às 13h. Os manifestantes a favor da queda da presidente irão se reunir a partir das 15h, com término previsto às 19h.

Brasília

A capital do País já está tomada de acampamentos desde o início da semana, principalmente por movimentos pró-governo. Um muro divide o espaço de manifestantes, desde o último fim de semana. Por decisão do GDF (Governo do Distrito Federal), os protestos não poderão avançar pelo gramado do Congresso e nem sobre a praça dos Três Poderes. Apesar dessa decisão, o muro segue até o espelho d’água do prédio do Congresso.

Na Esplanada, os manifestantes pró impeachment ficarão do lado sul. O ponto de concentração será o Museu da República. Eles estão acampados no Parque da Cidade justamente por isso. Os contra impeachment vão ficar do lado Norte. Eles estão acampados no Nilson Nelson e vão se concentrar no estacionamento do Teatro Nacional.

Porto Alegre

O Movimento Brasil Livre, Brasil Melhor e Vem pra Rua escolheram o Parcão para se reunirem e acompanharem ao vivo a votação por um telão de LED, na capital gaúcha. Sem hora para terminar, o evento contará ainda com caminhões de som e shows de música, segundo os organizadores.

Um telão será instalado na Praça da Matriz para acompanhamento da sessão para aqueles que são a favor do governo, ou seja, contrários ao impeachment da presidente Dilma. O evento é organizado pela militância do PT (Partido dos Trabalhadores), integrantes de movimentos sociais e partidos de esquerda.