Brasil

08/04/2016 às 18h38

Dólar tem maior queda diária desde setembro e fecha abaixo de R$ 3,60

Agência Brasil

Em um dia de otimismo nos mercados brasileiro e externo, a moeda norte-americana teve a maior queda diária desde setembro e fechou abaixo de R$ 3,60. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (8) vendido a R$ 3,597, com baixa de R$ 0,097 (-2,63%). Em termos percentuais, a queda foi a maior registrada desde 24 de setembro, quando a cotação havia recuado 3,73%.

A moeda foi vendida em queda durante toda a sessão. Nos minutos finais de negociação, a cotação caiu para abaixo de R$ 3,60, encerrando na mínima do dia. A divisa acumula queda de 0,15% em abril e de 8,9% em 2016.

Na bolsa de valores, o dia também foi de ganhos. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou esta sexta com alta de 3,67%, aos 50.293 pontos. Essa foi a primeira vez desde o dia 1º que o indicador encerrou acima dos 50 mil pontos.

Várias ações tiveram destaque. Os papéis da Petrobras subiram 5,53% (ações ordinárias) e 7,27% (ações preferenciais). As ações do Banco do Brasil saltaram 11,53%, e os papéis da mineradora Vale valorizaram-se 8,19% (ordinárias) e 8,36% (preferenciais).

Os negócios não foram influenciados apenas pelo cenário político interno, mas pelo desempenho positivo no mercado internacional. As principais bolsas de valores do mundo fecharam em alta. O barril do petróleo do tipo Brent ultrapassou US$ 41 pela primeira vez em duas semanas.


Fonte: Agência Brasil