Brasil

13/12/2015 às 14h07

Manifestações pelo impeachment de Dilma começam tímidas nas principais cidades do País

R7

As manifestações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff começaram tímidas neste domingo (13). Em algumas cidades o movimento não atingiu a expectativa e já se encerrou. Pela tarde, o movimento está crescendo em cidades como Rio, Belo Horizonte e São Paulo.

Em Brasília a manifestação já se encerrou. A expectativa era de que 60 mil manifestantes se reunissem na Esplanada dos Ministérios em direção ao gramado do Congresso Nacional, mas no auge o número chegou a 6.000 pessoas

Eles pediram a prisão do ex-presidente Lula e fizeram um enterro simbólico do PT. O tempo ruim contribuiu para a dispersão. 

No Rio de Janeiro, diante de um forte calor na praia de Copacabana, os manifestantes ocupam apenas uma faixa da avenida Atlântica e caminham em direção ao Leme. A mobilização conta com uma enorme faixa pelo impeachment e um carro de som.

A maioria das pessoas tem mais de 40 anos, com a presença de muitos idosos. Predomina o verde e amarelo e as camisas da seleção brasileira de futebol, assim como em todo o País.

 

Em São Paulo, a concentração começou às 11h30 na avenida Paulista, quando havia ainda muita gente andando de bicicleta e caminhando. A avenida é fechada para o lazer aos domingos.  

Logo em seguida, as ciclofaixas foram interditadas para evitar acidentes, o que provocou reclamações dos ciclistas. Os manifestantes estão acompanhados de cinco carros de som e cantam músicas alusivas a Copa do Mundo, além do hino nacional. Eles fizeram ainda um panelaço no vão livre do Masp (Museu de Arte de São Paulo).

Fora pequenos bate bocas isolados, o clima do protesto é pacífico em São Paulo e em todo o País.

Em Belo Horizonte, o clima é bem tranquilo na Praça da Liberdade, com a grande presença de famílias.  

 

Em Aracaju, a manifestação começará às 15h com concentração no bairro 13 de julho.


Fonte: R7