Brasil

14/11/2015 às 09h15

ANS suspende comercialização de 43 planos de saúde de 16 operadoras

Agência Brasil

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu a comercialização de 43 planos de saúde de 16 operadoras pelo não cumprimento dos prazos máximos de atendimento e de queixas sobre negativas indevidas na cobertura hospitalar.

A medida entra em vigor a partir da próxima quinta-feira (19). As operadoras ficam impedidas de receber novos consumidores nesses planos até comprovarem melhoria da assistência. O atendimento permanece normal para quem já é cliente dos planos.

As operadoras que negaram indevidamente cobertura aos clientes, além da interrupção na venda, podem receber multa que variam de R$ 80 mil a R$ 100 mil.

O diretor-presidente da ANS, José Carlos Abrahão, disse que o monitoramento feito pela agência procura induzir as operadoras a mudarem o comportamento, com melhorias na assistência prestada aos usuários.

“A medida funciona em dois sentidos. Por um lado, obriga as operadoras a melhorar o atendimento para voltar a comercializar esses planos para novos clientes. Por outro, protege os beneficiários desses planos, já que evita a entrada de novos consumidores enquanto não houver comprovada adequação da assistência”, disse.

Paralelamente à suspensão, 38 planos de saúde de 14 operadoras, que estavam com a comercialização interrompida, poderão voltar a operar, já que comprovaram melhoria no atendimento ao cidadão.


Fonte: Agência Brasil