Blog / Dicas e destinos

Dicas e destinos

Shislane Silva « página inicial do blog

Jornalista com especialização em Assessoria de Comunicação e Novas Tecnologias pela Universidade Tiradentes. Em 2011 fez intercâmbio na Omnicom School of Languages em Toronto (Canadá), tendo a oportunidade ainda de conhecer Quebec, Otawa e Montreal, fez estágios na área de comunicação no Sesc e Secretaria de Estado do Turismo. Foi repórter do Jornal Cinform, comandou por mais de dois anos a Assessoria de Comunicação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos ( Emsurb) e atualmente integra o setor de comunicação da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão ( Seplog). O maior hobby é viajar e entre suas melhores experiências, estão ter conhecido em 2014 o Peru com as regiões de Lima, Cusco, Machu Picchu, Águas Calientes e Buenos Aires.

17/10/2016 às 10h11

Minhas férias regada ao tempero carioca e no charme argentino

Foto: Shis Vitória

Olá pessoal! Eu já estava com saudades de escrever um “diário de bordo” para vocês relatando meus destinos. A escolha de lugar para minha mini férias foi o Rio de Janeiro e pela segunda vez, fui ao encontro da charmosa cultura e de todo o encantamento que a Argentina tem a oferecer. Partindo de Salvador, pois está praticamente inviável sair de Aracaju para qualquer lugar (estou sendo bem sincera, já que os valores chegam a mais de 50% de aumento), chegando à cidade maravilhosa, meu pensamento era só um: conhecer o Museu do Amanhã.O tão comentado e visitado museu nas olimpíadas não saia da minha cabeça.

Foto: Shis Vitória

 

Cheguei no início da manhã no Rio e me hospedei no Bristol Easy Lapa Hotel, localizado na Lapa. Empreendimento novo e a diária saiu ao custo de R$160. Como nosso vôo para Buenos Aires seria no outro dia, fiz programas leves e próximos. Almocei no Dom Cavalcanti (Lapa), que é um tradicional restaurante no estilo de boteco. Comida boa, mas para bebidas o valor não estava tão bom assim, cerveja de 600mL ao custo de R$10,90 . Como o tempo estava favorável, peguei um metrô com rumo ao Largo do Machado e lá comprei um passeio com destino ao Corcovado no valor R$ 68 por pessoa.  Super recomendo esse passeio denominado 'Ligação Turística do Corcovado’.

Que experiência maravilhosa desde o translado ao encontro com o monumento que representa tão bem a cidade. No dia, encontrei vários jogadores paraolímpicos que ao final dos jogos aproveitaram para conhecer o tão falado Cristo Redentor. O clima esteve bom até subir, pois lá em cima as nuvens não queriam me ajudar e para tirar uma foto deu trabalho (rsrsrs). A mudança de temperatura brusca não permitiu contemplar melhor a vista, mas valeu mesmo assim. Agradecer, agradecer e agradecer! Cheguei no hotel e logo cedo embarquei rumo a Buenos Aires. Dica: Utilizei no Rio o Uber em vários momentos e aconselho demais o serviço.  Para quem sai do aeroporto Galeão, precisa registrar o local como ‘ Estrada do Galeão’, assim poderá conseguir um Uber sem problemas. De onde eu estava da Lapa para o Galeão a corrida custou R$ 36.  

 

Já em solo argentino e como eu já tinha visitado casas de espetáculo de tango da primeira vez, meu foco nessa nova trip foi de explorar lugares novos. Antes de sair para consumir e se divertir, tive logo que providenciar a troca de moeda.Por sorte, no aeroporto do Rio recebi uma dica show de bola: Me aconselharam a procurar uma casa de câmbio voltada especialmente para o atendimento de estudantes brasileiros chamado de TDBR Transfer ( solicitação via facebook). Obtive pesos com câmbio a R$ 4,60, sendo ótimo por sinal, ou seja, quase cinco pesos a um real sem contar que não tive problemas com cédulas falsas.  

Com dinheiro no bolso fui bater perna e em quatro dias conheci lugares espetaculares. Cheguei em plena primavera e mesmo com temperatura baixa era fácil encontrar flores em todo canto da cidade. Dos lugares que retornei foram à Casa Rosada, Porto Madero e o Caminito (dancei tango logo na entrada do bairro). Lugares novos: Jardim Japonês, Floralis Genérica, Cemitério da Recoleta, Centro Cultural Recoleta, conhecia Porto Madero, mas não o navio museu Fragata Sarmiento ( literalmente um mergulho na história naval Argentina).E para quem tá querendo uma programação a noite no estilo de balada, nada melhor que ir até o Johnny B. Good, localizado em Porto Madero. O local é super alto astral e a decoração nem se fala viu, por minutos esqueci que estava na terra dos hermanos e sim, em algum barzinho temático americano.

Utilizei muito o Uber em Buenos Aires e o transporte público que por sinal, achei super interessante. Tanto para ônibus ou metrô é necessário obter o cartão SUBE que sai ao custo de $ 40 pesos (R$ 9,30). Vale e muito a pena, pois o turista pode recarregar o cartão em qualquer casa lotérica ou estabelecimento autorizado. A passagem de ônibus, por exemplo, está em média de $6,50 (R$ 1,50) e metrô $ 4,50 ( R$ 1,05). 

 

Voltando ao Rio

“Minha alma canta

Veja o Rio de Janeiro

Estou morrendo de saudades

Rio,seu mar

Praia sem fim

Rio, você foi feito prá mim

Cristo  Redentor

Braços abertos sobre a Guanabara...”  ( Samba do Avião/ Tom Jobim )

Retornar para essa cidade maravilhosa foi à cereja do bolo da viagem mesmo para quem chegou louca para colocar um biquíni e na verdade foi o agasalho e calça de frio que surgiram em cena ( rsrs).

Visitei o tão encantador Jardim Botânico, Escadaria Selarón, Catedral Metropolitana, Confeitaria Colombo ( Centro ), Museu do Amanhã, Arcos da Lapa e a linda Copacabana foi a escolha para curtir a noite carioca. Dica: Para quem não está disposto a bater perna, melhor usar Uber no Rio do que usar metrô ou ônibus ( mais seguro).

Espero que tenham gostado do post e qualquer dúvida ou crítica pode enviar para o [email protected]

Beijos !!

 

Postado por Shislane Silva
Comentários