Blog / Dicas e destinos

Dicas e destinos

Shislane Silva « página inicial do blog

Jornalista com especialização em Assessoria de Comunicação e Novas Tecnologias pela Universidade Tiradentes. Em 2011 fez intercâmbio na Omnicom School of Languages em Toronto (Canadá), tendo a oportunidade ainda de conhecer Quebec, Otawa e Montreal, fez estágios na área de comunicação no Sesc e Secretaria de Estado do Turismo. Foi repórter do Jornal Cinform, comandou por mais de dois anos a Assessoria de Comunicação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos ( Emsurb) e atualmente integra o setor de comunicação da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão ( Seplog). O maior hobby é viajar e entre suas melhores experiências, estão ter conhecido em 2014 o Peru com as regiões de Lima, Cusco, Machu Picchu, Águas Calientes e Buenos Aires.

17/06/2016 às 10h02

Ilha Mem de Sá – Descobrimento de um refúgio

Shis Vitória

Uma foto publicada nas minhas redes sociais e a “chuva” de questionamentos: onde fica isso, Shis? Sabendo que a reação seria de surpresa, não hesitei em revelar a localização de que se tratava da Ilha Mem de Sá, que faz parte do município de Itaporanga D’Ajuda, Sergipe. Gosto demais de explorar locais que não fazem parte dos roteiros tradicionais, pois nos permite a conhecer de forma mais natural a essência da área e seus encantos.

Eu já tinha conhecimento da Ilha, no entanto, só agora surgiu a oportunidade de uma visita. Partindo do Mosqueiro e, seguindo pela ponte Joel Silveira, no sentido do município de Itaporanga, chegamos ao Porto dos Caibros para seguir por meio de embarcação rumo à Ilha Mem de Sá, pelas águas do rio Vaza Barris. Fomos recepcionados pelos representantes do projeto Aratu que promovem um turismo de base comunitária.  Conhecer um lugar por seus moradores é a proposta do projeto pela implantação de uma cooperativa de turismo e a construção de uma base receptiva ao fomentar a sustentabilidade.

Shis Vitória

Nosso primeiro ponto de visitação foi a Ilha dos Bois, onde fiquei deslumbrada com tamanha beleza da área. Insisto e irei sempre bater nessa tecla: sergipano precisa conhecer mais o seu Estado!  Amo conhecer outras cidades, mas é até um crime exibir e divulgar lugares que todo mundo tá cansado de ver e falar, tendo opções que promovem encantamento sem esforço como este. Desculpem o desabafo, eu precisava expor meu pensamento.

Continuando nosso passeio, me chamou a atenção uma passagem pelo mangue denominado pelos habitantes da ilha de “Caminho do Jorge”-existe uma história de que um cavalo chamado Jorge nadou até essa área e morreu no local-, e fiz um vídeo no intuito de tentar passar para vocês um pouco do que senti. Em terra, fomos convidados a percorrer uma trilha que nos levou até um banho de rio conhecido como ‘prainha’. A área é cercada por manguezais, sendo assim,  entrar na água requer cuidados, já que a margem é escorregadia em virtude da lama. Recomendo o banho!

Se aproximando ao horário do almoço, foi sugerido o restaurante Ponty Bar, localizado à beira do rio, onde é muito frequentado por aqueles que estão fazendo um passeio de Jet Ski ou nas lanchas. A refeição, além de saborosa, agrega uma vista espetacular!  O local possui preços bem camaradas para refeições que satisfazem duas a três pessoas. Minha pedida foi de uma moqueca de aratu.

Shis Vitória

Dica: o estabelecimento só trabalha com pagamento em dinheiro. Não posso esconder que, antes de almoçar, encontramos um casal de amigos que já possuem residência de veraneio no local e fui ‘obrigada’ a saborear um caprichado pirão de guaiamum. Ameiii!! 

Caro leitor, se você procura um lugar com características de pouca urbanização, culinária típica e riqueza natural, Mem de Sá é uma ótima escolha. Para chegar lá são ofertadas duas opções: Ida por embarcação da Orla Pôr do Sol (média de uma hora até a ilha), ou via terrestre pela ponte Joel Silveira como citei lá em cima, ou seja, do porto até a ilha uma viagem de cinco minutos. Abro uma ressalva na última indicação, já que no caminho rumo ao Porto Caibros, há uma necessidade de inserir mais placas orientando o turista, pois, ao chegar ao local desejado (porto), até estacionamento personalizado é encontrado proporcionando mais segurança à viagem. 

Shis Vitória

Hospedagem

A região possui uma única pousada com traços rústicos e bem com a cara da localidade (quero voltar com calma para usufruir dela). Diárias ao custo de R$ 100 e R$ 120 (suíte com ar condicionado). Para quem deseja planejar a viagem, desde a ida e com a volta garantida, seguem dois contatos: João Brazil (coordenador do Projeto Aratu) – 9 9998-9877 e Williames Turismo 9 9834-9391. O custo da embarcação é de R$ 30 por pessoa.

Espero que tenham gostado de mais um post da nossa série ‘Caminhos de Sergipe’. Interesse em mais detalhes da viagem, críticas e sugestões, entrem em contato pelo: [email protected]

Beijos!

Entrevista:

Imagens
Postado por Shislane Silva
Comentários