Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
11/04/2017 às 09h15

Inferno astral

Inferno astral

Além de não ter muitos motivos para comemorar os primeiros 100 dias na administração de Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) enfrenta um baita inferno astral. Não consegue por fim a desumana greve dos médicos, que já vai para três meses, e vê se avolumar a mal cheirosa crise da coleta do lixo. E mais: por determinação da Justiça, o prefeito terá que afastar toda a direção da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsubr) e engolir, em seco, a instalação da CPI do Lixo na Câmara de Vereadores. Não bastasse tudo isso, Edvaldo ainda se queixa da milionária dívida deixada pelo antecessor João Alves Filho (DEM), reclama do sucateamento da máquina pública e da falta de recursos para iniciar obras em favor da população. Católico que é, o comunista deve rezar por um milagre que encha os cofres da Prefeitura. Caso seja supersticioso, deve encomendar a um bom pai de santo um super despacho para espantar o belzebu que, segundo os entendidos em feitiçaria, anda rondando o prédio da Prefeitura. Saravá, pé de pato, mangalô, três vezes. Vixe!

Atrás de grana

E o governador Jackson Barreto (PMDB), acompanhado por quase toda a bancada federal de Sergipe, bate hoje à porta do ministro dos Transportes, Maurício Quintella. JB e os parlamentares vão pedir dinheiro para o sonhado Canal de Xingó, a duplicação da BR-101 no trecho Propriá/Capela, da BR-235, entre Itabaiana e a divisa com a Bahia, e a reforma do Aeroporto de Aracaju. A coluna aposta uma mariola como a comitiva sergipana não conseguirá deste governo temerário nada além de promessas vazias. Cala-te boca!

Discriminação

Sempre que prende suspeitos por crimes menores, geralmente marginais pés de chinelos, a Polícia Civil de Sergipe convoca a imprensa para exibi-los como se fossem troféus. Na pior das hipóteses distribui fotografias dos desgraçados algemados. Não ocorre o mesmo quando os presos são figurões da sociedade. Bom exemplo disso é o dono da Empresa Torre, José Antônio Torres Neto, preso domingo e que a Polícia fez questão de deixá-lo longe dos holofotes. Por que será? Marminino!

Devo, não nego...

A Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) deve ao Ipesaúde a bagatela de R$ 21 milhões. Segundo a conselheira do Tribunal de Contas de Sergipe, Susana Azevedo, a Prefeitura de Aracaju e a Fundação Parreiras Hortas também estão em débito com aquele Instituto. Quanto à dívida da FHS é provável que seja paga logo, logo. Disposto a mudar para melhor a Saúde estadual, o novo secretário e atual manda chuva da Fundação, Almeida Lima, não vai querer ser chamado de velhaco. Homem, vôte!

Nem lixo, nem luxo

Com o título acima, o internauta Berilio Vieira de Souza fez o seguinte comentário na coluna de ontem: “Quem vai puxar o fio da meada? A "república dos cajueiros" amanheceu em polvorosa: os corvos a grasnar unissonante, enquanto as hienas riam espreitando o cadáver do bode expiatório à beira do lixão. Enquanto isso, naquela "casa dos incomuns", aprendizes de feiticeiro regurgitam suas fezes verborrágicas na tentativa de descobrir um "santo" para encobrir aquele outro, e fazer crer que o Ministério Público e a Polícia Civil anunciarão o Armagedon. Tingo, lingo, tengo, meu papagaio”. Cruz credo!

Passeio nas urnas

Alvanilson Santana é o novo presidente do Sindicato dos Radialistas de Sergipe. Ele venceu fácil a eleição realizada ontem, tendo obtido 205 votos, contra apenas 78 dados à chapa encabeçada por Rubéns Filho. Eleito tesoureiro, o atual presidente Fernando Cabral ainda não definiu o dia da posse da nova diretoria.

Mentecapto

Esse deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) é mesmo um mequetrefe. Pois não é que agora ele deu pra discriminar negros e quilombolas. Segundo o desprezível parlamentar, os habitantes dos nossos quilombos “não fazem nada, eu acho que nem para procriador servem mais”. Por causa disso, ele está sendo processado sob a acusação de usar expressões injuriosas, preconceituosas e discriminatórias com o claro propósito de ofender, ridicularizar, maltratar e desumanizar as comunidades quilombolas e a população negra. Bem feito!

Banco dos réus

O prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PSC), foi condenado a pagar mais de R$ 500 mil à Clip Propaganda & Marketing. A empresa foi à Justiça por não ter recebido pelos serviços de consultoria prestados ao prefeito na campanha eleitoral de 2012. Diante da decisão da magistrada Taiane Danusa Sande, o radialista Marcos Aurélio questionou pelas redes sociais:E agora Valmir, o que dizer aos sergipanos e à Justiça Eleitoral? Você declarou essa despesa em sua prestação de contas?”. Misericórdia!

Água para sertanejos

Famílias sergipanas afetadas pela prolongada seca receberam mais de oito mil litros de água mineral arrecadados por alunos e representantes da Faculdade Estácio de Sergipe. Os beneficiados foram os moradores do povoado Belo Monte, município de Monte Alegre. A água, entregue de casa em casa, foi resultado de mais uma ação de responsabilidade social desenvolvida pela instituição de ensino superior.

Nova derrota

Os deputados estaduais afastados Augusto Bezerra (PEN) e Paulinho das Varzinhas (PTdoB) perderam mais uma na Justiça. O desembargador Roberto Porto acaba de rejeitar os pedidos de diligência propostos pelos advogados dos dois parlamentares. Diante da recusa, o Ministério Público Estadual e os advogados dos réus foram intimados a apresentarem suas alegações finais no processo que apura desvio das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa. Crendeuspai!

 

Recorte de jornal

 

Publicado no jornal O Maruinense, em 31 de julho de 1892.

 

Resumo dos jornais

 

 

Postado por Adiberto Souza
Comentários