Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
28/02/2017 às 08h35

Os Quebradinhos. Nota Oficial

O bloco carnavalesco Os Quebradinhos vem pela enésima vez a público comunicar a Aracaju que, novamente, não sairá neste Carnaval por ter sido atingido em cheio pelo drástico corte no Orçamento. Portanto, evitem ir nesta terça-feira (28) ao local do desfile, pois vai estar cheio de cobradores. Para se ter uma idéia da gravidade do quadro, o único provável patrocinador, um empresário do setor de bebidas, solicitou filiação no último sábado, alegando falência total. O homem quebrou na solda, situação que, aliás, ameaça todos os seus credores. E são muitos. Para o bloco, o surgimento de novos falidos é positivo, pois significa que o número de sócios deverá aumentar muito nos próximos meses.

Como nos anos anteriores, a diligente diretoria de Os Quebradinhos moveu paus e pedras para contornar a situação, porém só encontrou cheques sem fundo e muitos vales, frutos de pagamento das mensalidades, além de anotações referentes às dívidas, que se acumularam ao longo dos anos. Ah, também faz parte do patrimônio do bloco uma imensidão de títulos protestados, doados gentilmente pelos sócios.

Para agravar ainda mais a precária situação, o reco-reco, a cuíca e o trompete estão empenhados em botecos da cidade. Rasgado o ano passado durante um ensaio, o velho pandeiro permanece sem conserto, enquanto o surdo perdeu a serventia desde a briga provocada em nossa sede pelo irascível e insensível dono do imóvel. A diretoria tentou prestar queixa contra o brutamontes para uma futura ação de indenização, mas era noite e nenhum diretor tinha dinheiro para pagar o transporte até a delegacia. Uma lástima!

Diferente de seu primo rico do bairro Cirurgia – o Rasgadinho - o Bloco Os Quebradinhos não pode se habilitar a verbas públicas pela óbvia falta de certidões negativas. Também não consegue fechar parcerias com empresários por puro preconceito destes, que temem comparações com pessoas sem eira nem beira, como são os distintos filiados dessa secular agremiação momesca.

Por fim, a diretoria de Os Quebradinhos conclama a sua legião de abnegados sócios a continuar com a alta estima, sempre demonstrada em épocas de crise. Informa, ainda, aos simpatizantes do bloco que vai trabalhar com afinco - embora esteja sem um tostão furado - para sair às ruas dessa bela Aracaju com uma bem aparelhada quadrilha durante os próximos festejos juninos.

PS: A direção de Os Quebradinhos agradece a gentileza do colunista que, entendendo a periclitante situação vivida pelo bloco, nada cobrou pela veiculação desta Nota Oficial. No que, aliás, fez muito bem, pois se o fizesse não receberia.

A diretoria

Recorte de Jornal

Publicado no jornal Aracajuano Gazeta do Povo, em 1º de fevereiro de 1925.

Resumo dos Jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários