Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
27/10/2016 às 09h12

Quem o chamou ao palco?

Quem o chamou ao palco?

Com qual propósito o procurador do Tribunal de Contas de Sergipe, Sérgio Monte Alegre, resolveu divulgar, só agora, um parecer de sua lavra contrário as contas de 2009 do prefeiturável Edvaldo Nogueira (PCdoB)? Certamente, a extemporânea divulgação não visou proteger o patrimônio público, pois se assim o fosse o palpite de Monte Alegre não teria sido guardado por quase uma década. Ora, o que leva um procurador a intocar por tanto tempo “irregulares graves e insanáveis", deixando para divulgá-las justamente na véspera das eleições? E por que recorrer a uma emissora de rádio para tornar público a tal “bomba bombástica”, se o fórum natural para estas demandas é o plenário do TCE? As suspeitas de que a divulgação visou unicamente prejudicar eleitoralmente o ex-prefeito crescem quando este comprova ter o Tribunal de Contas aprovado suas contas relativas ao exercício de 2009. Diante disso, surge outra indagação: o que teria levado o procurador Monte Alegre a meter o bedelho sem ser chamado na acirrada disputa eleitoral? É por intromissões despropositadas como esta que o TCE ganhou o apelido de Tribunal faz de Contas.

É um risco

Com o título acima, o jornalista Diógenes Brayner divulga hoje no jornal Correio de Sergipe a seguinte nota: “A publicação de ‘velhos fatos novos’ às vésperas das eleições pode reverter a favor do candidato atingido, porque revela desejo obstinado de prejudicá-lo. Nessa hora, o sentimento de vitimização pode influenciar no eleitor. O procurador Sérgio Monte Alegre poderia ter publicado o fato antes. Do jeito que projetou para divulgá-lo, demonstra interesse eleitoral”. Viche!

Escuridão

Sem receber há meses, a Energisa cortou a energia elétrica do Estádio Lourival Baptista, em Aracaju. Desde ontem, a maior praça de esportes de Sergipe está às escuras e deve permanecer assim até que o governo pague pela energia consumida. Portanto, enquanto isso não ocorrer, eventos esportivos ali só durante o dia e com água fria nos chuveiros. É feia a crise!

Regimento ferido

A Câmara de Aracaju deve sair em defesa de seu Regimento Interno e recorrer contra a decisão liminar autorizando dois suplentes a substituírem vereadores afastados judicialmente. O artigo 98, em seu inciso 4º, reza que a convocação do reserva só deve ocorrer se o titular for afastado por mais de 120 dias ou no caso de estar o licenciado investido nas funções de ministro, secretário e prefeito. Aliás, foi com base neste prazo superior a quatro meses que a Câmara Federal não chamou o suplente para substituir o então deputado Eduardo Cunha (PMDB) quando este foi afastado judicialmente do mandato. Lembram?

Chega de violência

O assassinato do jovem empresário e jornalista Igor de Faro Franco é o retrato da insegurança em que os sergipanos estão submetidos. Isso ocorre devido à inércia dos gestores públicos, que há muito vêm perdendo a luta contra a criminalidade. Esta grave revelação está na nota em que o Sindicato dos Jornalistas de Sergipe cobra providências contra a morte de Igor. O comunicador foi abatido a tiros quando estava na porta de seu estabelecimento comercial, localizado na Orla de Atalaia. Lastimável!

Mais barato

A partir deste domingo (30), as chamadas de telefones fixos entre municípios vizinhos deixarão de ser cobradas como interurbanas e terão a mesma tarifa das chamadas locais. Nas localidades beneficiadas pela mudança deve haver uma redução de 60% no custo desse tipo de ligação. Em Sergipe, a medida beneficia os moradores de Aracaju, Barra dos Coqueiros, Socorro e São Cristóvão. Legal!

Novo acesso

O governador Jackson Barreto (PMDB) inaugura nesta quinta a nova entrada de Aracaju pela avenida Santa Gleide. O investimento superior a R$ 26 milhões reduzirá o fluxo das avenidas Osvaldo Aranha e Tancredo Neves. Batizada de Avenida Lauro Porto, a nova via interligará o entroncamento das BR’s 101 e 235 às avenidas Santa Gleide, Maranhão e Coelho e Campos, formando um novo corredor de acesso ao centro de Aracaju.

Fique ligado

O eleitor em condição de votar não poderá entrar acompanhado na cabina de votação. A proibição visa justamente preservar o sigilo do voto. No entanto, as pessoas com alguma restrição de acessibilidade ou dificuldade de locomoção têm assegurado o direito de ser auxiliado por alguém de sua confiança na hora de votar. No caso de portador de deficiência visual, o mesário poderá habilitar o sistema de áudio da urna, visando facilitar a votação deste eleitor.

Cara, crachá!

Como perguntar não ofende: por que, na hora do voto, a Justiça Eleitoral exige do eleitor a apresentação de um documento com foto? Será que não acredita em seu moderníssimo sistema biométrico, desenvolvido justamente para identificar com fotografia atualizada quem teve as impressões digitais previamente cadastradas pelos próprios cartórios eleitorais? Coisas do Brasil!

Contra a maré

Sem solução para o grande volume de areia lançado pelas marés na praia Treze de Julho, a Prefeitura de Aracaju colocou um trator para abrir o acesso das águas ao canal da avenida Anísio Azevedo. É a mesma coisa de enxugar gelo, pois horas depois de retirada a areia é devolvida pelas águas. Esta é a primeira conseqüência nefasta do criminoso aterro de parte do Rio Sergipe. Neste caso, bom mesmo só para o dono do trator alugado para “nadar contra a maré”.

Recorte de jornal

Publicado no site nossopixirum.blogspot.com.br

Resumo dos jornais

 

Postado por Adiberto Souza
Comentários