Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
28/09/2016 às 08h50

Vota num e elege outro

Vota num e elege outro

Muitos eleitores não sabem, mas ao votarem em um candidato a vereador podem estar elegendo outro. Como a eleição para a Câmara Municipal é proporcional, existem alguns cálculos para definir quem será eleito: são os chamados quocientes eleitoral e partidário. Com base nesses cálculos, nem sempre o candidato mais votado consegue se eleger, ao contrário do que ocorre na disputa para prefeito, que vence quem tiver mais votos. No caso da eleição proporcional, tão logo termina a apuração são feitos os cálculos para definir as futuras bancadas dos legislativos. O governador Jackson Barreto (PMDB) é um exemplo clássico de como um bom puxador de votos pode ajudar a eleger candidatos inexpressivos. Em 1988, ele disputou uma cadeira na Câmara de Aracaju e obteve mais de 23 mil votos, suficientes para Elegê-lo e puxar outros sete vereadores. Portanto, o cidadão deve estar atento à possibilidade de o voto dele dar uma vaga a alguém que não lhe é simpático ou ao menos conhecido.  Coisas da política.

Grana na conta

Atendendo a um pedido do Sindicato dos Servidores Estaduais, o governo de Sergipe vai pagar, sexta-feira próxima, os salários dos 1,2 mil funcionários que tiveram a grana bloqueada por terem aderido à greve da categoria, em junho passado. O desbloqueio beneficia oficiais administrativos, merendeiras, executores e vigilantes. Menos mal, né?

Pleito seguro

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou ontem, o envio de força federal para reforçar a segurança nas eleições de Aracaju. Ainda esta semana, o TSE deve aprovar pedido da Justiça Eleitoral sergipana para que forças federais também garantam os pleitos de Estância, Lagarto, Itabaiana, Canindé, Socorro, Japaratuba, Boquim, Capela, Dores, Ribeirópolis, Poço Verde e Pirambu.

Aracaju fede

E Aracaju é só lixo. Em greve desde sábado último, garis e margaridas reivindicam melhores condições de trabalho, pagamento de horas extras e esclarecimento de descontos no contracheque. A empresa Cavo, responsável pela coleta de lixo domiciliar, tem “torrado” uma pequena fortuna com matérias pagas na imprensa visando culpar os grevistas pela sujeira da cidade. Não seria melhor atender as justas reivindicações dos trabalhadores?

Não se venda

Quando um safado corrupto, Ele consegue ganhar Pessoas da laia dele Souberam nele votar Ladrão só ganha eleição Se outro ladrão lhe apoiar. O cordel acima é do poeta Izaías Gomes de Assis

Se segura malandro!

E aos poucos, a Polícia Militar está voltando às ruas de Sergipe. Após mais de um mês de braços cruzados visando pressionar o governo a melhorar seus salários, os PMs e bombeiros estão retomando as atividades externas. Aliás, desde ontem, muitos bandidos têm sido surpreendidos pelos policiais. Que bom!

Greve suspensa

As empresas de asseio e conservação decidiram não suspender os serviços prestados ao governo de Sergipe. Marcada para hoje, a paralisação visava pressionar o Executivo a pagar o que deve. Sem receber há vários meses, os empresários começaram a atrasar salários e outros benefícios trabalhistas de seus empregados. Reunidos ontem, eles decidiram aguardar a audiência agendada com o governador Jackson Barreto (PMDB) para discutir o “devo” do Estado.

Inimigos do povo

Você ainda lembra os nomes dos vereadores que, em 2013, votaram pela criação da Taxa de Iluminação Pública de Aracaju? Para refrescar a memória da população, a coluna publica a relação dos inimigos do povo: Agamenon Sobral, Anderson de Tuca, Augusto do Japãozinho, Doutor Agnaldo, Doutor Gonzaga, Robson Viana, Pastor Jony, Jailton Santana, Manoel Marcos, Renilson Félix, Pastor Roberto Moraes, Max Prejuízo, Ivaldo José, Adriano Taxista e Valdir Santos. Lembre-se destes suplicantes quando for votar no próximo domingo!

Sergás pede ajuda

E a Sergás quer ajuda do Tribunal de Contas de Sergipe para implementar a nova Lei de Responsabilidade das Estatais. Ela dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista. O assunto foi discutido durante reunião entre os presidentes do TCE e da estatal, respectivamente, Clóvis Barbosa e Wellington Paixão. Nos próximos dias, a Sergás oficializará uma consulta à corte de contas sobre a nova Lei.

Campanha pacífica

Diferente do pleito passado, a campanha eleitoral deste ano está chegando ao fim sem pendengas jurídicas entre os candidatos e a imprensa sergipana. Na disputa de 2014, a Justiça Eleitoral foi inundada de processos movidos contra jornalistas pelo dublê de político e empresário Edvan Amorim. Arrogante, o moço achava que conseguiria intimidar os comunicadores, porém encontrou pela frente magistrados sérios, que fizeram valer a liberdade de expressão.

Sem valor

Em comunicado na imprensa, a Justiça Eleitoral orienta as pessoas a levarem um documento com foto para serem identificadas na sessão eleitoral. Sugere cédulas de identidade civil, de habilitação, de reservista, etc. Só não recomenda o título de eleitor que, sozinho, não identifica o suplicante. Quer dizer, apresentando qualquer documento com foto o sujeito vota, mas será impedido de acessar a urna eletrônica se estiver portando apenas com o título de eleitor. Coisas do Brasil!

 

Recorte de jornal

 

Publicado no jornal aracajuano O Nordeste, em 29 de dezembro de 1938.

 

Resumo dos jornais

 

Postado por Adiberto Souza
Comentários