Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
16/09/2016 às 13h52

Vereadores ou réus?

Vereadores ou réus?

 

Você votaria num político acusado de meter a mão grande no dinheiro do povo? Quem acha correto eleger esse tipo de gente tem ampla opção de escolha, pois dos 24 vereadores de Aracaju, 15 estão sendo acusados de terem botado nos próprios bolsos parte das verbas indenizatórias pagas pela Câmara. Destes, dois foram presos ontem e outros oito estão proibidos de pisarem até na calçada do Legislativo. Aliás, diante desta inédita decisão judicial, o parlamento aracajuano ficou impedido de votar matérias que exigem maioria qualificada, pois apenas 14 vereadores podem freqüentar as sessões.  Ao desbaratar o provável crime de malversação praticado por 15 vereadores, a Polícia e o Ministério Público deram a senha para o povo separar o joio do trigo nas eleições do próximo dia 2. Cabe agora ao eleitor providenciar a necessária faxina na Câmara de Vereadores, elegendo quem realmente possui propostas reais para a capital, e deixando que a Justiça se encarregue daqueles com forte predisposição para réus.

 

No xilindró

 

Durante todo o dia de ontem, o vereador aracajuano Agamenon Sobral (PHS) viu o sol quadrado pela grade do xilindró. Preso, juntamente com o colega Adelson Barreto Filho (PRB), o parlamentar falastrão ficou pianinho, pianinho. Só respirou aliviado quando o desembargador Alberto Golveia lhe concedeu habeas-corpus. Por pouco, Agamenon não deu com os costados na penitenciária, onde teria de explicar aos demais presos porque sempre bradou na Câmara que “bandido bom, é bandido morto”. Abra o olho, rapaz!

 

Confiança exagerada

 

E quem está apostando todas as fichas na eleição de Iokanaan Santana (PSB) para prefeito de Propriá é o ex-deputado estadual Renatinho Brandão (PMDB). Impedido de disputar eleições por ser ficha suja, o peemedebista tem participado ativamente da campanha de Iokanaan que, segundo ele, “está subindo nas pesquisas mais rápido do que foguete”. Misericórdia!

 

Faz de contas

 

Após o Supremo ter considerado sem muita serventia os pareceres emitidos pelos tribunais de contas, seus conselheiros estão procurando se ocupar com outras coisas. Em Sergipe, o TCE resolveu agora inspecionar os leilões de bens públicos. Segundo informa, o objetivo é coibir possíveis manobras dos prefeitos para desequilibrar a disputa eleitoral. A dúvida é, por que aquele órgão auxiliar da Assembleia já não fiscalizava os pregões? Talvez, por falta de tempo. Homem, vôte!

 

Sem novidades

 

A pesquisa do Ibope divulgada ontem pela TV Sergipe não trouxe maiores novidades: o prefeiturável Edvaldo Nogueira (PCdoB) segue folgado na dianteira com 36%, seguido por Valadares Filho (PSB), que tem 26%. João Alves Filho (DEM) só dispõe de 11% das intenções de votos, mesmo percentual dos brancos e nulos. Dr. Emerson (Rede) está com 4%, Vera Lúcia (PSTU) 3%, João Tarantella (PMN) 3%, Sônia Meire (PSOL) 2% e indecisos 4%. A margem de erro é de 3%. Feita entre os dias 12 e 14, a consulta ouviu 602 eleitores e foi registrada no TRE com o número SE-01261/2016.

 

O rejeitado

 

Pela pesquisa do Ibope, o prefeito João Alves Filho (DEM) é um político super rejeitado pelos aracajuanos. Exagerados 63% dos eleitores querem vê-lo pelas costas o quanto antes. Os demais candidatos têm rejeições menores: Edvaldo Nogueira (24%), Vera Lúcia (21%), Sônia Meire (20%), João Tarantela (18%), Dr. Emerson (16%) e Valadares Filho (15%).

 

Sem palanque

 

Desde que teve o nome homologado como candidato a vice na chapa encabeçada por João Alves Filho, o vereador Jailton Santana (PSDB) subia todos os dias na tribuna da Câmara para fazer comício: elogiava a administração do prefeito e metia o pau nos adversários. Agora vai ter que procurar outro “palanque”, pois foi proibido pela Justiça de passar até pela porta do Legislativo. A proibição é extensiva a outros nove vereadores da capital. Cruz credo!

 

Braços cruzados

 

Depois dos policiais militares e bombeiros, que há quase um mês estão em greve, agora será a vez de os delegados de Polícia cruzarem os braços. Eles paralisam na próxima segunda-feira, visando protestar contra os constantes atrasos de salários. Do jeito que vai, qualquer hora dessas até os guardas-noturno vão deixar de apitar à noite. Só Jesus na causa!

 

Pisou na bola

 

Pegou mal para o afoito procurador da República, Deltan Dallagnol, dizer o diabo a quatro do ex-presidente Lula (PT) com base apenas em meras convicções pessoais. E onde já se viu querer prender a arrebentar alguém fundamentado unicamente em reles evidências? Qual teria sido a escola jurídica do Deltan? Ora, nem a prostituta das provas, a testemunhal, é tão chula quanto está tal de convicção do jovem Dallagnol. Baixe a bola, moço!

 

Tapa na cara

 

A maioria dos sergipanos reprovou a marota decisão da Assembleia de impedir que o Tribunal de Justiça siga processando criminalmente os deputados Augusto Bezerra (PHS) e Paulinho das Varzinha (PRP). Os dois são acusados de meterem a mão grande nas verbas de subvenção do Legislativo, já tendo, inclusive, sido cassados pela Justiça Eleitoral. O Ministério Público discorda da decisão corporativa dos parlamentares e vai recorrer à Justiça. Tá certíssimo!

Trem fantasma

Como perguntar não ofende, alguém sabe onde é o ponto de parada do metrô que, em seu programa de governo, o prefeito João Alves Filho (DEM) está prometendo ampliá-lo? Não seria um trem fantasma?

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Notícia, em 2 de dezembro de 1896.

Resumo dos jornais

 

Postado por Adiberto Souza
Comentários