Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
15/07/2016 às 07h58

Discurso surrado

Discurso surrado

Diferente de outros estados, como Pernambuco, Alagoas, Bahia, São Paulo e o Distrito Federal, onde os índices de violência têm caído mês a mês, Sergipe virou o paraíso dos bandidos. Apesar dos esforços dos policiais civis e militares, os criminosos seguem assaltando, roubando, traficando drogas, estuprando, furtando carros e matando inocentes às dezenas. Até parece que estamos numa guerra civil, pois nunca se matou tanta gente em Sergipe quanto agora. Na tentativa de justificar o injustificado, a Secretaria da Segurança Pública amplifica o discurso surrado de que a Polícia prende e a Justiça solta. Ora, fosse assim a criminalidade não estaria em queda em diversos outros estados, pois as leis usadas pelo judiciário sergipano para relaxar prisões são as mesmas aplicadas no restante do Brasil. Falta, isso sim, o governo chamar o feito a ordem, valorizar os policiais e colocar em prática uma política de segurança pública que funcione de verdade. Não pode é continuar como está.

Nova derrota

E o ex-deputado estadual Luciano Bispo (PMDB) sofreu ontem mais uma derrota: o ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Henrique Alves, rejeitou um novo recurso apresentado pela defesa do peemedebista. Segundo Henrique Alves, mesmo que fosse possível reverter a decisão da ministra Luciana Lóssio pela cassação de Bispo, ainda subsistiria posição idêntica do ministro Gilmar Mendes. Luciano promete continuar recorrendo para reaver o mandato de deputado. Então, tá!

Dia de posse

A petista Conceição Vieira será empossada hoje deputada estadual na vaga aberta com a cassação de Luciano Bispo (PMDB). Ontem, o deputado Garibalde Mendonça (PMDB) substituiu o peemedebista cassado na presidência do Legislativo. A solenidade simples foi prestigiada por alguns parlamentares e assessores. Garibalde só pretende promover mudanças na Assembleia depois do recesso parlamentar.

Líder ameaçado

O Correio Braziliense publica hoje que “o governo não vai trocar seu líder, André Moura, assim, de sopetão, só porque o candidato Rogério Rosso, defendido pelo deputado, perdeu a Presidência da Câmara. O líder, entretanto, terá que entregar o que o governo deseja: resultado nas votações. Se não der, aí sim, estará sob risco. Resta saber se Moura terá prestígio diante do novo eixo de poder, deslocado da sua “turma”, aquela que seguia o comando de Eduardo Cunha”. Pelo visto, o líder ficha suja precisa abrir o olho para não perder a boquinha.

Lixo problemático

Contratação sem a devida fundamentação técnica, indícios de sobrepreço, dispensa indevida de licitação, restrição ilegal de competitividade. Estas são algumas das irregularidades encontradas pelo Tribunal de Contas de Sergipe na gestão de resíduos sólidos em 15 municípios. Entre eles estão Aracaju, São Cristóvão, Socorro, Lagarto, Estância e Barra dos Coqueiros. Só Jesus na causa!

Fundo do poço

É feia a crise da Petrobras. Para reduzir custos, a estatal vai interromper a produção de petróleo e gás em 14 concessões e em 16 plataformas. Somente em Sergipe serão lacradas as concessões de Aguilhada, Angelim, Aruarí, Atalaia Sul, Brejo Grande e Ilha Pequena, além de oito plataformas marítimas. A Petrobras jura que a medida será tomada por conta da queda de preços do petróleo, da desvalorização do real, da perda de grau de investimento do Brasil e de problemas enfrentados com fornecedores nacionais. Lastimável!

Festa para aterro

A Prefeitura de Aracaju faz festa hoje para inaugurar o aterro de parte do nosso Rio Sergipe. Com o argumento de que era preciso conter o impacto das ondas sobre a avenida Beira Mar, o prefeito João Alves Filho (DEM) mandou aterrar um pedaço do estuário do Sergipe e, para esconder o que para muitos é um crime ambiental, construiu sobre as toneladas de terra e pedras um calçadão com equipamentos de lazer. Iniciada no começo da atual administração, a obra finalmente ficou pronta. A Lei Eleitoral impede que João participe da festa e corte a fita de inauguração.

Caixa dois

Eleitores poderão denunciar compra de votos, suspeitas de caixa 2 e outras irregularidades eleitorais através de um aplicativo de celular. O instrumento é uma das medidas do Comitê de Combate ao Caixa 2 nas eleições de 2016, lançado pela Ordem dos Advogados do Brasil para ajudar o cidadão a fiscalizar a legalidade dos recursos e gastos de cada candidato. O aplicativo Contra o Caixa 2 pode ser baixado gratuitamente para telefones com sistemas operacionais Android ou iOS. Faça sua parte!

Força da máquina

Com a proibição de doações de empresas, dirigentes partidários avaliam que candidatos apoiados pela máquina pública se fortalecerão ainda mais nas eleições deste ano. Como o Fundo Partidário é insuficiente para bancar as campanhas, a proibição das doações feitas por empresas privadas vai tornar a eleição ainda mais desigual.

Cadê João?

A depender de sete partidos políticos, José Carlos Machado (PSDB) será o candidato a vice na chapa encabeçada pelo prefeito João Alves Filho (DEM). Assinado pelas legendas PPS, SD, PTN, PHS, PTdoB, PSDB e PV, o documento em favor de Machadão ainda não foi entregue ao destinatário porque o presidente do PPS, Clóvis Silveira, não consegue despachar com o prefeito. Êta, homem difícil!

Contra o desperdício

E o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) está feliz da vida porque o presidente Michel Temerário (PMDB) sancionou a Lei obrigando os novos condomínios a instalar medidores individuais de consumo de água. Resultado de um Projeto apresentado por Vavá, a medida passa a valer em julho de 2021 e somente para prédios entregues depois desse período. Segundo o senador, com a medição individual o consumo de água tende a diminuir em até 25%. Legal!

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte, em 15 de abril de 1886.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários