Blog / Adiberto Souza

Adiberto Souza

Adiberto de Souza tem mais de 35 anos de experiência profissional e atuou nas redações de todos os jornais de Aracaju, além de TVs e rádios sergipanos. Foi também correspondente do Jornal do Brasil em Sergipe e do jornal A Tarde (BA). Durante mais de 10 anos, foi editor de política do Jornal da Cidade, em Aracaju. Atualmente é editor e atua como assessor de comunicação.

« página inicial do blog
18/05/2016 às 08h35

Líder ficha suja

Líder ficha suja

O deputado ficha suja André Moura (PSC) é o líder do governo tampão na Câmara Federal. Pressionado pelo grupo de partidos apelidado de “Centrão” - o guarda-chuva do chamado baixo clero do Parlamento -, o presidente biônico Michel Temerário (PMDB) definiu-se por Moura. Respondendo a uma série de processos, André teve a condenação por improbidade administrativa mantida pela 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Sergipe. Como a decisão é de um colegiado, o agora líder do governo sem votos enquadrou-se na Lei da Ficha Limpa, ficando inelegível por oito anos. Mas não é só isso: o parlamentar sergipano também responde processos no Supremo Tribunal Federal por apropriação, desvio ou utilização de bens públicos. E ainda: como desdobramento das investigações da ‘Operação Lava-Jato’, a Procuradoria-Geral da República o acusou de achacar e pressionar o grupo Schahin. Aliás, é comum ouvir dos adversários de André Moura que o currículo dele parece mais uma robusta e vergonhosa  folha corrida. Mas, esperar o quê de um governo referendado por políticos da linhagem do deputado-réu Eduardo Cunha (PMDB), padrinho do líder ficha suja e acusado de “lavar” milhões em paraísos fiscais? Êta Brasilzão sem jeito!

Ficha limpa

E quem escapou de um processo no Supremo foi o deputado federal Fábio Reis (PMDB). Ele foi acusado de, em afronta a proibição da Justiça, entrar em repartições públicas de Lagarto durante a campanha eleitoral de 2012. Em seu voto, o ministro relator Gilmar Mendes explica que a decisão judicial não vedou o ingresso de Fábio Reis e seus aliados em órgãos públicos de forma geral, mas limitou-se a ordenar que se abstivessem de ingressar em prédios públicos com o intuito de fazer campanha. Então,  tá!

Tempo ruim

Em apenas seis dias no comando do Brasil, o governo tampão já falou em um corte de 10% nos beneficiários do Bolsa Família; a revisão do direito ao acesso universal à saúde pública (SUS); aumento de impostos; e o aumento do tempo de contribuição e da idade mínima à aposentadoria. Esta informação do jornalista Ilimar Franco foi publicada hoje pelo jornal O Globo. E o coleguinha ainda esqueceu a pretendida recriação da famigerada CPMF. Misericórdia!

Zero à esquerda

Veja o que o internauta Fernando de Oliveira Júnior pensa do prefeito de Aracaju: “O jingle da campanha de reeleição de João Alves Filho deveria ser "nada, nada, nada, nada, eu não estou fazendo nada!". Homem, vôte!

É mentira!

O governo de Sergipe jura de pés juntos que não omite dados nos seus relatórios de receitas correntes líquidas, conforme denuncia o Sindicato dos Professores. "Os números das finanças dos estados são monitorados pela Secretaria de Tesouro Nacional e auditadas pelos órgãos de controle. É uma informação irresponsável e leviana. Não é a primeira vez que o Sintese vem a público enganar a população com informações falsas e distorcidas", reage o secretário estadual da Comunicação, Sales Neto. Essa briga promete!

Picuinha

A sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Aracaju foi ocupada ontem por artistas, estudantes e profissionais liberais. Eles protestam contra a extinção do Ministério da Cultura pelo presidente biônico Michel Temerário. Os manifestantes entendem que a medida não visou economia de recursos, mas retaliar com os artistas e intelectuais que consideram golpe o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). É, pode ser!

De olho na vaga

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) tem um bom motivo para apoiar a pré- candidatura do deputado federal Valadares Filho (PSB) a prefeito de Aracaju. Caso Vavazinho vença as eleições de outubro, sua cadeira na Câmara cai no colo de Bosco Costa, que vem a ser presidente do PROS em Sergipe. E o povo, ó!

Tortura nunca mais

A jornalista e médica Ilma Fontes fez denúncias graves no depoimento prestado ontem, à Comissão Estadual da Verdade. Ela lembrou que em 1973, quando era legista, chegaram ao IML de Aracaju 11 corpos de jovens com cabeças e mãos decepadas: “O mais velho tinha cerca de 25 anos. Pareciam estudantes que teriam sido desovados no Rio São Francisco”, narrou Ilma. Horrível!

Vão às urnas

Os bancários sergipanos vão às urnas para reeleger a diretoria do Sindicato. A banesiana Ivânia Pereira encabeça a chapa única batizada de “Avançar nas Conquistas”. Ela sucedeu o sindicalista José Souza, falecido em outubro passado. Iniciado hoje, o pleito prosseguirá até sexta-feira e contará com 14 urnas, sendo 12 itinerantes e duas fixas.

Bruxaria

Hoje tem o Baile das Bruxas. Segundo o Coletivo Mulheres contra Temer, trata-se de “um protesto lúdico contra o retrocesso machista decorrente do golpe contra a democracia e o risco da perda de direitos historicamente conquistados pelas mulheres”. O Baile vai acontecer a partir das 17h, embaixo do viaduto do Distrito Industrial de Aracaju. Prestigie!

Tudo igual

Essa é da lavra da professora Rosa Maria Ferrão: Conta-se que, após o naufrágio do navio em que viajava, um anarquista conseguiu chegar a uma praia. Então, olhando em volta, dirigiu-se aos que o cercavam: “Hay gobierno? Se hay soy contra. Se no hay también soy!”. Danou-se, seu menino!

Recorte de jornal

Publicado no jornal O Paulistano, de Frei Paulo, em 23 de agosto de 1931.

Resumo dos jornais

Postado por Adiberto Souza
Comentários